acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Prévia da inflação oficial diminui para 0,49% em março

22/03/2013 | 11h49

 

A prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) ficou em 0,49% na passagem de fevereiro para março, informou nesta sexta-feira (22) o Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE). O aumento dos preços foi menor que o verificado de janeiro para fevereiro, 0,68%. Em março de 2012, a taxa havia sido 0,25%.
O principal responsável por pressionar menos a inflação foi a diluição da alta dos custos do grupo educação, cujo índice passou de 5,49% para 0,5% no período. Os preços dos produtos de despesas pessoais também registraram altas menores. Por outro lado, os gastos com  empregados domésticos, com alta de 1,53%, continuam pressionando a inflação.
No primeiro trimestre do ano, os preços subiram 2,06%, mais do que entre janeiro e março de 2012 (1,44%). Nos últimos 12 meses, a taxa aumentou 6,43%, acima dos 6,18% registrados no período anterior.

A prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) ficou em 0,49% na passagem de fevereiro para março, informou nesta sexta-feira (22) o Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE). O aumento dos preços foi menor que o verificado de janeiro para fevereiro, 0,68%. Em março de 2012, a taxa havia sido 0,25%.


O principal responsável por pressionar menos a inflação foi a diluição da alta dos custos do grupo educação, cujo índice passou de 5,49% para 0,5% no período. Os preços dos produtos de despesas pessoais também registraram altas menores. Por outro lado, os gastos com  empregados domésticos, com alta de 1,53%, continuam pressionando a inflação.


No primeiro trimestre do ano, os preços subiram 2,06%, mais do que entre janeiro e março de 2012 (1,44%). Nos últimos 12 meses, a taxa aumentou 6,43%, acima dos 6,18% registrados no período anterior.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar