acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gestão

Presidente da Vale vai comandar Conselho de Administração da Petrobras

27/03/2015 | 16h50
Presidente da Vale vai comandar Conselho de Administração da Petrobras
Divulgação / Murilo Ferreira, presidente da Vale do Rio Doce Divulgação / Murilo Ferreira, presidente da Vale do Rio Doce

Acionista controlador da Petrobras, a União indicou o presidente da mineradora Vale, Murilo Ferreira, para presidência do Conselho de Administração da estatal. A escolha ocorre em meio a investigações da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, que, desde o ano passado, apura um esquema de fraude que pode ter movimentado mais de R$ 10 bilhões.

Em comunicado divulgado hoje (27), a Petrobras informou que, no próximo dia 29 de abril, às 15h, na sede da empresa, no Rio de Janeiro, será realizada assembleia geral dos acionistas para definição dos administradores do Conselho Fiscal da companhia.

Ferreira substituirá o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, que ontem (26) assumiu provisoriamente a presidência do conselho, em substituição ao ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Além de Ferreira, será eleito para o conselho o atual presidente da estatal, Aldemir Bendine. Também farão parte do grupo Francisco Roberto de Albuquerque, Ivan de Souza Monteiro, Luciano Coutinho, Luiz Navarro e Sergio Franklin Quintella. Paulo José dos Reis Souza, Marise Fátima Dadald Pereira e César Acosta Rech serão eleitos membros efetivos do Conselho Fiscal. Marcus Pereira Aucélio, Agnes Maria de Aragão da Costa e Symone Christine de Santana Araújo serão indicados suplentes do conselho.

Em nota, a Petrobras informou, ainda, que não concluiu o balanço do terceiro trimestre de 2014 e do ano de 2014. Após a conlusão e antes da divulgação, o balanço será supervisionado por auditores independentes e aprovado pelo Comitê de Auditoria e pelos conselhos Fiscal e de Administração. A estatal não estabeleceu prazo para entrega do relatório, que deveria ter sido divulgado no fim do ano passado.

“Reiteramos o firme propósito de finalizar os trabalhos de elaboração de nossas demonstrações financeiras no menor prazo possível. Porém, não existe data para conclusão. Fatos adicionais julgados relevantes serão oportunamente divulgados ao mercado”, acrescentou a nota.



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar