acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Presidente da Petrobras Biocombustível participa de seminário no Paraguai

06/09/2011 | 09h32
Presidente da Petrobras Biocombustível participa de seminário no Paraguai
Presidente da Petrobras Biocombustível participa de seminário no Paraguai Presidente da Petrobras Biocombustível participa de seminário no Paraguai
O presidente de Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, participou nesta segunda (5), da abertura da Feira Comercial, Industrial, de Turismo e Seminários Empresariais, Fecomi 2011, patrocinada pela Petrobras, em Assunção, no Paraguai.

Rossetto compartilhou a experiência brasileira de produção de energia a partir de fonte renovável, e falou sobre os investimentos que a estatal fará no setor. “A Petrobras, em 2008, decidiu participar da produção de etanol e biodiesel. Com isso, a companhia passou então à condição de grande empresa integrada de energia, capaz de oferecer energia fóssil e renovável, a preços adequados para a população e à necessidade econômica do país”, afirmou.

A Petrobras adequou sua experiência na área energética à demanda crescente de uma economia verde, que busca mitigar o uso de fontes emissoras de gases de efeito estufa. Dessa forma, a Petrobras Biocombustível pretende investir US$ 2,5 bilhões na produção de etanol e biodiesel nos próximos cinco anos. De acordo com Rossetto, o mercado brasileiro de etanol cresce 10% ao ano. “No ano passado, o Brasil processou 624 milhões de toneladas de cana, mas, atualmente, a demanda supera a produção. A Petrobras vem investindo no crescimento da produção de etanol”, disse.

Em resposta a uma pergunta do auditório sobre parcerias entre Brasil e Paraguai, Miguel Rossetto informou que a Petrobras Biocombustível possui “uma agenda bastante positiva, com a qual  analisará investimentos entre os países”. Disse ainda que “Há vários projetos de integração e a Petrobras Biocombustível vai acompanhar melhor, com a Petrobras, esta integração energética, dentro do contexto de uma grande integração econômica”, concluiu.


Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar