acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Tecnologia

Prêmio Nobel elogia biocombustível brasileiro

18/11/2005 | 00h00

O neozelandês Alan McDiarmid, ganhador do prêmio Nobel de química em 2000, elogiou o papel do Brasil no desenvolvimento de combustíveis alternativos. Em palestra na 3ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, na quinta-feira (17/11), em Brasília, o cientista falou sobre a importância do tema.

“O futuro do mundo depende das energias renováveis. Produzindo energia limpa, sobra água para as plantações e, com água nas plantações, podemos diminuir as desigualdades e a violência”, afirmou, segundo a Agência CT, do Ministério da Ciência e Tecnologia.

McDiarmid destacou a posição de vanguarda da tecnologia brasileira, mas fez um alerta. Segundo ele, se o Brasil não procurar parcerias para desenvolver o seu potencial, será alcançado por países como os Estados Unidos e algumas nações européias.

“O Brasil representa um grande caso de sucesso na produção e na utilização dos combustíveis renováveis. O país tem um enorme potencial e ainda está dois ou três anos à frente dos outros

países, mas o desafio é continuar à frente do resto do mundo”, disse o professor do Sidney Sussex College, que ganhou o Nobel pela descoberta e estudo de polímeros condutivos.

Para McDiarmid, o Brasil deve investir no projeto do biodiesel e chegar a mercados como Malásia e China. Segundo ele, esta é uma das formas de driblar a produção norte-americana, conseguir unir mercados emergentes e iniciar um processo de valorização da imagem nacional.

“Podemos projetar o biodiesel como uma commodity, sendo o Brasil o líder desse comércio. Esse seria um grande serviço, pois os biocombustíveis são rentáveis para a agricultura e ajudam a reduzir o efeito estufa”, destacou.



Fonte: Agência Fapesp
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar