acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Reconhecimento

Prêmio Nacional da Qualidade reconhece número recorde de empresas

01/11/2011 | 15h56
A edição 2011 do Prêmio Nacional da Qualidade® (PNQ) tem 15 organizações reconhecidas, o maior número desde sua primeira edição, em 1992. Concedido anualmente pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), o PNQ é o maior reconhecimento para a excelência da gestão das organizações sediadas no Brasil.

São quatro as empresas premiadas em 2011: Rio Grande Energia (RS), CPFL Paulista (SP), Companhia Energética do Ceará (CE) e CPH Eletrobrás Eletronorte Tucuruí (PA), reconhecidas por sua gestão excelente, aliada a um processo contínuo de melhoria e adaptação às demandas do mercado. Além das premiadas, o PNQ reconheceu também cinco empresas finalistas, que alcançaram bons resultados e podem ser consideradas referenciais em muitas práticas de gestão: Ampla (RJ), Energisa Paraíba (PB), Itaú Private Banking (SP), Suspensys (RS) e Randon Implementos (RS).

Outras seis organizações foram consideradas Destaques por Critério, por se destacarem em critérios específicos estabelecidos pelo Modelo de Excelência da Gestão® (MEG): Cemig Distribuição (MG, no critério Processos), Cemig Geração e Transmissão (MG, critério Clientes), Energisa Sergipe (SE, critério Clientes), Bandeirante Energia (SP, critério Pessoas), o SESI-SC (critério Pessoas) e o Comando de Policiamento do Interior - 7 (SP, critério Pessoas).

Segundo o superintendente-geral da FNQ, Jairo Martins, a pontuação das empresas reconhecidas tem subido, culminando em 2011 com a média mais alta já obtida. “As empresas claramente têm evoluído em suas práticas de gestão, e como conseqüência, o número de reconhecimentos em 2011 foi mais alto. Até mesmo o número de empresas visitadas pelos examinadores foi maior”, explica.

Nesta edição do PNQ foram 41 candidatas. Dessas, 34 organizações eram de grande porte; 2 médias; 1 pequena e 4 sem fins lucrativos. Ao todo, foram 6 do setor industrial e 35 de serviços. Divididas as inscritas por região, 21 estão situadas no Sudeste; 9 no Sul; 8 no Nordeste; 2 no Centro-Oeste e 2 no Norte.

Do total de participantes, 25 passaram para a etapa de visitação e foram avaliadas por 430 examinadores que atuam de forma voluntária, totalizando 47.500 horas de trabalho durante sete meses. Nesta edição, a FNQ capacitou cerca de mil voluntários para atuar na Banca Examinadora. Os profissionais capacitados atuaram na seleção das organizações que atendem de forma harmônica e balanceada a todos os Fundamentos da Excelência avaliados por oito critérios (Liderança, Estratégias e Planos, Pessoas, Processos, Clientes, Sociedade, Resultados, Informações e Conhecimento), bem como apresentam excepcionais resultados no desempenho da sua gestão.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar