acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Reconhecimento

Prêmio de Ciência da Rolls-Royce recompensa excelência em ensino de ciências

09/11/2012 | 10h47

 

A Rolls-Royce anunciou o vencedor do Prêmio de Ciências da Rolls-Royce de 2012, que celebra e premia a excelência no ensino de ciências.
Professores das nove escolas finalistas participaram da cerimônia de premiação no Museu da Ciência de Londres. A escola primária Kells and Connor, de Belfast, foi a vencedora entre mais de 2.000 escolas do Reino Unido. A equipe recebeu R$ 48.600 para investir no ensino de ciências na escola e um convite para passar o dia com o Red Arrows, grupo acrobático da Real Força Aérea britânica. A escola primária Lark Hall de Londres ficou em segundo lugar e recebeu um prêmio de R$ 32.400.
John Rishton, CEO da Rolls-Royce, apresentou os prêmios e parabenizou os vencedores: “Estou muito feliz em dar o prêmio deste ano à escola Kells And Connor , pelo seu projeto ‘Made in Belfast’. A participação deles é um grande exemplo do que se pode alcançar por meio de um ensino criativo e inovador. Eu parabenizo tanto os funcionários quanto os alunos da escola pelo seu trabalho duro”, afirmou o executivo.
O convidado especial da cerimônia foi o professor Sir John Beddington, conselheiro-chefe para assuntos científicos do governo britânico, que discursou sobre a importância da educação em ciências e em engenharia. “Fazer com que as pessoas se interessem por ciências começa na escola. Eu fiquei realmente impressionado com a imaginação e a paixão por ensinar que esses finalistas demonstraram na competição. O trabalho duro deles vai ajudar a criar uma nova geração de cientistas e engenheiros capazes de enfrentar os enormes desafios do século XXI”, disse Beddington.
O projeto “Made in Belfast” da escola Kells and Connor explorou como inovações industriais construíram a cidade de Belfast e têm influência ao redor do mundo. Os estudantes desenvolveram um conhecimento da ciência por trás dos projetos inovadores e enfrentaram desafios tecnológicos. O projeto foi disponibilizado na internet, em um website exclusivo, e feito em conjunto com escolas locais e com o Departamento de Engenharia da Queens University Belfast. O projeto visava encorajar estudantes a assumirem riscos em suas invenções e desenvolverem um interesse em seguir uma carreira científica.
O diretor da escola Kells and Connor, Roy McClelland, comemorou o momento: “É um privilégio aceitar esse prêmio em nome de todos os envolvidos no projeto, que mostraram dedicação e empenho para a sua realização. Todos estão muito animados com a ideia de usar o dinheiro do prêmio para aprimorar o departamento de ciências da nossa escola”.
O Prêmio de Ciências da Rolls-Royce foi criado em 2004 como parte do projeto da empresa de promover as áreas de ciências e engenharia nas escolas, com o encorajamento e a premiação de ensinos inspiradores na área de ciências. Todos os anos, a empresa premia um total de aproximadamente R$ 388.800 em dinheiro para escolas que implementam ensinos motivacionais de ciências.
Até hoje, mais de R$ 2,6 milhões em prêmios foram distribuídos para 360 escolas no Reino Unido. Os funcionários da Rolls-Royce também atuam como mentores para fornecer apoio para as instituições durante a realização de seus projetos.

A Rolls-Royce anunciou o vencedor do Prêmio de Ciências da Rolls-Royce de 2012, que celebra e premia a excelência no ensino de ciências.


Professores das nove escolas finalistas participaram da cerimônia de premiação no Museu da Ciência de Londres. A escola primária Kells and Connor, de Belfast, foi a vencedora entre mais de 2.000 escolas do Reino Unido. A equipe recebeu R$ 48.600 para investir no ensino de ciências na escola e um convite para passar o dia com o Red Arrows, grupo acrobático da Real Força Aérea britânica. A escola primária Lark Hall de Londres ficou em segundo lugar e recebeu um prêmio de R$ 32.400.


John Rishton, CEO da Rolls-Royce, apresentou os prêmios e parabenizou os vencedores: “Estou muito feliz em dar o prêmio deste ano à escola Kells And Connor , pelo seu projeto ‘Made in Belfast’. A participação deles é um grande exemplo do que se pode alcançar por meio de um ensino criativo e inovador. Eu parabenizo tanto os funcionários quanto os alunos da escola pelo seu trabalho duro”, afirmou o executivo.


O convidado especial da cerimônia foi o professor Sir John Beddington, conselheiro-chefe para assuntos científicos do governo britânico, que discursou sobre a importância da educação em ciências e em engenharia. “Fazer com que as pessoas se interessem por ciências começa na escola. Eu fiquei realmente impressionado com a imaginação e a paixão por ensinar que esses finalistas demonstraram na competição. O trabalho duro deles vai ajudar a criar uma nova geração de cientistas e engenheiros capazes de enfrentar os enormes desafios do século XXI”, disse Beddington.


O projeto “Made in Belfast” da escola Kells and Connor explorou como inovações industriais construíram a cidade de Belfast e têm influência ao redor do mundo. Os estudantes desenvolveram um conhecimento da ciência por trás dos projetos inovadores e enfrentaram desafios tecnológicos. O projeto foi disponibilizado na internet, em um website exclusivo, e feito em conjunto com escolas locais e com o Departamento de Engenharia da Queens University Belfast. O projeto visava encorajar estudantes a assumirem riscos em suas invenções e desenvolverem um interesse em seguir uma carreira científica.


O diretor da escola Kells and Connor, Roy McClelland, comemorou o momento: “É um privilégio aceitar esse prêmio em nome de todos os envolvidos no projeto, que mostraram dedicação e empenho para a sua realização. Todos estão muito animados com a ideia de usar o dinheiro do prêmio para aprimorar o departamento de ciências da nossa escola”.


O Prêmio de Ciências da Rolls-Royce foi criado em 2004 como parte do projeto da empresa de promover as áreas de ciências e engenharia nas escolas, com o encorajamento e a premiação de ensinos inspiradores na área de ciências. Todos os anos, a empresa premia um total de aproximadamente R$ 388.800 em dinheiro para escolas que implementam ensinos motivacionais de ciências.


Até hoje, mais de R$ 2,6 milhões em prêmios foram distribuídos para 360 escolas no Reino Unido. Os funcionários da Rolls-Royce também atuam como mentores para fornecer apoio para as instituições durante a realização de seus projetos.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar