acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Síria

Preços do petróleo atingem máximas desde 2014 por preocupações com mísseis

12/04/2018 | 10h25

Os preços do petróleo saltaram nesta quarta-feira, atingindo suas máximas em mais de três anos, depois que a Arábia Saudita informou ter interceptado mísseis em Riad e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou a Rússia sobre iminente ação militar na Síria.

O petróleo dos EUA e a referência global Brent foram negociados em seus maiores níveis desde 2014, já que preocupações geopolíticas ofuscaram um aumento surpreendente nos estoques de petróleo dos EUA.

"Um relatório dos estoques baixista foi rapidamente negado pela notícia de foguetes interceptados em Riad, o que só acirra o recente aumento nas tensões geopolíticas", disse Anthony Headrick, analista de mercado de energia da CHS Hedging LLC.

Os preços começaram seu rali com a ameaça de Trump de lançar mísseis na Síria. Washington e seus aliados estão considerando ataques aéreos após suspeita de ataque com gás venenoso na semana passada.

O petróleo escalou ainda mais com o anuncio da emissora Al Arabiya de que forças de defesa aéreas da Arábia Saudita interceptaram mísseis sobre a capital Riad.

O petróleo Brent fechou em alta de 1,02 dólar no dia, fechando a 72,06 dólares o barril, tendo tocado a máxima da sessão de 73,09 dólares.

O petróleo dos EUA (WTI) subiu 1,31 dólar, estabelecendo-se a 66,82 dólares por barril, ganho de 2 por cento, tendo sido negociado na máxima de 67,45 dólares.



Fonte: Reuters, 12/04/2018
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar