acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Preço do petróleo atinge maior valor em dois anos

29/08/2013 | 12h15

 

Os contratos futuros do petróleo encerraram a sessão de ontem (28) em alta e o WTI de Nova York chegou ao nível mais alto em dois anos, diante dos receios sobre um possível ataque militar na Síria. Operadores estão atentos para a possibilidade de interrupção do fornecimento de petróleo pelos países produtores da região.
O WTI para outubro subiu 1%, a US$ 110,10 o barril, maior patamar desde 3 de maio de 2011. O Brent para o mesmo mês, negociado em Londres, subiu 2%, a US$ 116,61 o barril, nível mais alto desde 19 de fevereiro.
Já o preço do minério de ferro caiu 0,1% hoje e foi negociado a US$ 138,5 por tonelada no mercado à vista da China. Em agosto, o preço médio da commodity está em US$ 136,6 por tonelada, acima da média de julho, de US$ 127,2 a tonelada. Os valores são do minério 62% Fe, especificação mais usada como referência no mercado.
Operadores afirmam que o preço do minério de ferro está se ajustando no nível atual, entre US$ 135 e US$ 140 a tonelada e que já começam a surgir algumas sinalizações no mercado de leve redução da demanda de siderúrgicas da China, embora os estoques ainda estejam em um patamar considerado baixo.
Negócios fechados ontem tiveram um preço de US$ 144,10 por tonelada para um minério de concentração de 64,5%, vendido pela Rio Tinto, segundo o Standard Bank, enquanto a BHP Billiton vendeu por US$ 129,91 a tonelada de minério com teor de ferro de 57,7%. A Vale vendeu por US$ 129,9 por tonelada para uma concentração de 65,2%.

Os contratos futuros do petróleo encerraram a sessão de ontem (28) em alta e o WTI de Nova York chegou ao nível mais alto em dois anos, diante dos receios sobre um possível ataque militar na Síria. Operadores estão atentos para a possibilidade de interrupção do fornecimento de petróleo pelos países produtores da região.


O WTI para outubro subiu 1%, a US$ 110,10 o barril, maior patamar desde 3 de maio de 2011. O Brent para o mesmo mês, negociado em Londres, subiu 2%, a US$ 116,61 o barril, nível mais alto desde 19 de fevereiro.


Já o preço do minério de ferro caiu 0,1% hoje e foi negociado a US$ 138,5 por tonelada no mercado à vista da China. Em agosto, o preço médio da commodity está em US$ 136,6 por tonelada, acima da média de julho, de US$ 127,2 a tonelada. Os valores são do minério 62% Fe, especificação mais usada como referência no mercado.


Operadores afirmam que o preço do minério de ferro está se ajustando no nível atual, entre US$ 135 e US$ 140 a tonelada e que já começam a surgir algumas sinalizações no mercado de leve redução da demanda de siderúrgicas da China, embora os estoques ainda estejam em um patamar considerado baixo.


Negócios fechados ontem tiveram um preço de US$ 144,10 por tonelada para um minério de concentração de 64,5%, vendido pela Rio Tinto, segundo o Standard Bank, enquanto a BHP Billiton vendeu por US$ 129,91 a tonelada de minério com teor de ferro de 57,7%. A Vale vendeu por US$ 129,9 por tonelada para uma concentração de 65,2%.

 



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar