acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Preço do etanol continua em alta

09/08/2011 | 14h36
À medida em que se aproxima o pico da safra da cana-de-açúcar no Sudeste, nos meses de agosto e setembro, mais os preços do etanol seguem avançando, contra o consumidor, e contrariando a lógica do mercado. Enquanto isso, o governo Federal estuda medidas para ajudar financeiramente os usineiros.

Nos postos de combustíveis de Fortaleza, o preço médio do álcool hidratado aumentou cinco centavos, ou 2,72%, nos últimos 30 dias, passando de R$ 2,09 para R$ 2,147, o litro. Na capital, porém, já há postos cobrando na bomba, até R$ 2,199, enquanto alguns poucos mantêm os preços "estacionados" em R$ 2,09, revelando uma diferença de até R$0,10, por litro, ou o equivalente a 5,21%.

Em todo o Ceará, a média dos preços do etanol também subiu no último mês, saltando de R$ 2,103 para R$ 2,156, com alta de 2,52%, acima do aumento médio de 1%, registrado no postos de combustíveis do Nordeste, cujo preço médio do litro avançou de R$ 2,156 para R$ 2,178, no mesmo período.


Pesquisas

Os valores constam em pesquisas semanais realizadas pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), entre os dias dez de julho e seis de agosto. Pelos dados da agência, o Ceará aparece na região como o estado com o terceiro menor preço, atrás do Maranhão e da Bahia, onde o preço médio do álcool nos postos de combustíveis, está custando, R$ 2,14 e R$ 2,078, o litro, respectivamente. Os postos de Alagoas são os que apresentam os maiores preços para o etanol, (R$ 2,33), entre os nove estados nordestinos.


Sindipostos

Para o presidente do Sindipostos-CE, Guilherme Meireles, a preocupação maior do setor é com o fim do ano, quando o preço do etanol tenderá a subir, ainda mais. "Se em plena safra os preços continuam subindo, imagine na entressafra", alerta.

Segundo ele, na última semana, a BR Distribuidora elevou o preço do litro do álcool hidratado para os revendedores de R$ 1,98 para R$2,05. Ele não soube explicar porque mesmo com o consumo do álcool em queda, os preços não recuam.


Bocombustível: novas regras devem garantir a oferta

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse ontem (8), que o governo anunciará nos próximos dias medidas para garantir a oferta de etanol no país. "Vamos avaliar se reduzimos ou não a mistura (do álcool à gasolina, atualmente em 25%) e medidas de caráter financeiro para ajudar os produtores", afirmou.

A data-limite para essa definição, segundo o ministro, é 31 de agosto, "mas nada impede que façamos algo antes". Segundo o ministro, a escassez de álcool se deve ao aumento das vendas de carros flex, que usam os dois combustíveis, e o "envelhecimento" dos canaviais.

Apesar disso, o ministro afirmou que não faltará álcool. "Nós já importamos etanol dos EUA e podemos importar mais".

Sobre o aumento da gasolina no Brasil, o ministro afirmou que "não trabalha com essa hipótese, ainda".


Leilões

O ministro disse ainda que a 11º rodada de licitações de áreas de exploração de petróleo e gás está sob avaliação da presidente Dilma e espera que o leilão seja feito no fim deste ano. Neste leilão, segundo ele, haverá preponderantemente áreas de exploração no Nordeste, como no Maranhão, Paraíba e Piauí.

Perguntado sobre a ampliação de denúncias no governo, desta vez no ministério da Agricultura, controlado pelo seu partido, o PMDB, Lobão afirmou que "são episódios que ocorrem em todos os governos". "Não há crise política no Brasil", disse.


Fonte: Diário do Nordeste
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar