acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Preço do etanol cai na usina

22/07/2013 | 17h33

 

O preço do etanol ao consumidor final teve uma leve alta no estado de São Paulo, apesar da queda do preço do biocombustível na usina no mesmo período. Segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) referente à semana encerrada no dia 20 de julho, os preços médios do etanol hidratado nos postos do estado foram de R$ 1,767 por litro, leve alta de 0,28%. Nas últimas quatro semanas, a alta acumulada no varejo é menor, de 0,05%.
No mesmo período, o preço na usina em São Paulo acumulou uma forte queda. O indicador semanal Cepea/Esalq para o hidratado ficou em R$ 1,0978 o litro, recuo de 3,26% na semana encerrada dia 19.
O quadro não alterou a competitividade do etanol em relação à gasolina no estado de São Paulo. Os preços do biocombustível seguem equivalendo 65% do preço do combustível fóssil. O limite dessa relação é 70%, quando se torna indiferente ao motorista usar um ou outro combustível.
Também continua vantajoso abastecer com etanol nos estados de Goiás, Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Em Minas Gerais, a relação é de indiferença.

O preço do etanol ao consumidor final teve uma leve alta no estado de São Paulo, apesar da queda do preço do biocombustível na usina no mesmo período. Segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) referente à semana encerrada no dia 20 de julho, os preços médios do etanol hidratado nos postos do estado foram de R$ 1,767 por litro, leve alta de 0,28%. Nas últimas quatro semanas, a alta acumulada no varejo é menor, de 0,05%.


No mesmo período, o preço na usina em São Paulo acumulou uma forte queda. O indicador semanal Cepea/Esalq para o hidratado ficou em R$ 1,0978 o litro, recuo de 3,26% na semana encerrada dia 19.


O quadro não alterou a competitividade do etanol em relação à gasolina no estado de São Paulo. Os preços do biocombustível seguem equivalendo 65% do preço do combustível fóssil. O limite dessa relação é 70%, quando se torna indiferente ao motorista usar um ou outro combustível.


Também continua vantajoso abastecer com etanol nos estados de Goiás, Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Em Minas Gerais, a relação é de indiferença.



Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar