acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Álcool

Postos usam crise e elevam lucro

08/03/2006 | 00h00

Margem na venda do álcool medida pela ANP subiu 25% em 15 dias.


Os postos de gasolina conseguiram aumentar em 25% a margem de lucro nas vendas do álcool nas bombas em apenas 15 dias. Levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Bicombustíveis (ANP) indica que os postos aproveitaram a crise e foram além das distribuidoras e dos produtores no reajuste do produto.
De 19 de fevereiro a 4 de março, cada litro do álcool hidratado subiu de R$ 1,785 para R$ 1,879 nos postos revendedores - alta de de 5,2%. No mesmo período, as distribuidoras, pressionadas pelos preços de produção, aumentaram em 3,1% o mesmo volume. O litro vendido pelas distribuidoras aos postos custa R$ 1,650. Resultado: os postos lucraram em média R$ 0,23 por litro de álcool que vendem ao consumidor brasileiro.

O governo federal, por sua vez, estuda regular os estoques de álcool anidro nas usinas, obrigando distribuidoras a firmar contratos de longo prazo para a compra do produto. Segundo o ministro interino de Minas e Energia, Nelson Hubner, isso poderia ser feito através de resolução da ANP.

- Precisamos garantir o abastecimento interno do anidro (que é misturado à gasolina), porque, se faltar o produto, falta gasolina e aí teremos um problema muito sério - explicou Hubner. - O álcool hidratado, o próprio mercado regula. Essa é a vantagem dos flexfuel.



Fonte: Jornal do Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar