acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Atração

Porto e pré-sal abrem espaço para os escritórios virtuais em Santos

21/11/2012 | 12h08

 

Atraído pela cadeia do pré-sal e da logística portuária, um novo conceito de espaço corporativo ganha terreno em Santos: os chamados escritórios virtuais. Apesar do nome, não se trata de um ambiente na web, mas, sim, de um condomínio de salas destinado, também, a quem trabalha em esquema "home office" e precisa de uma base física para referência profissional.
 
 
"É ideal para quem precisa eventualmente ter um endereço comercial para reuniões ou um número de telefone para recados, inclusive com secretária bilíngue", diz o empresário Gabriel de Carvalho Jacintho, de São Paulo, que inaugurou o Espaço Certo Escritórios Virtuais em Santos há um ano com pacotes a partir de R$ 260. Sob medida para a enxurrada de empreendedores iniciantes que estão chegando à cidade, mas não têm fôlego para arcar, de saída, com os altos aluguéis da recente safra de empreendimentos corporativos. A abertura de micro e pequenas empresas em Santos subiu quase 10% desde 2010. Hoje são 12.129 empresas desse segmento.
 
Com 26 salas distribuídas em 400 m2 numa das avenidas mais movimentadas da cidade, o Espaço Certo funciona também da maneira tradicional, como uma opção para quem quer alugar salas. As empresas compartilham a infraestrutura e serviços existentes em escritórios convencionais - do cafezinho à internet, das secretárias à sala de conferência.
 
Desde que iniciou as atividades, o Espaço Certo contabiliza 90 contratos, sendo 40 fixos e virtuais e outros 50 de eventos de curta duração. A meta é encerrar o ano com R$ 1 milhão em faturamento. Jacintho vislumbrou a oportunidade de criar o "hotel de empresas" a partir da experiência como diretor de uma consultoria contábil e tributária especializada em assessorar multinacionais, em São Paulo. "A maioria dos nossos clientes se instala no Brasil dessa forma, começam com escritórios virtuais."
 
A decisão pela cidade do litoral paulista foi fácil. "Foi conjuntural. A cadeia do petróleo e gás, o porto, e o fato de haver pouca oferta de um modelo eminentemente corporativo na cidade", conta. Somado a isso pesou a vantajosa alíquota do Imposto Sobre Serviços (ISS) de 3% contra 5% da capital paulista, na maioria dos segmentos.
 
Atualmente o local reúne segmentos de advocacia, imobiliária, agência de navegação, representação comercial de multinacionais instaladas na capital paulista e até uma escola de idiomas.
 
Há 15 anos no mercado, a F9C, com foco em soluções de tecnologia da informação, tinha bases em São Paulo e Rio de Janeiro. Há seis meses abriu filial em Santos para prestar serviços no segmento de logística e terminais portuários. Otávio Barboza, gerente de operações no Litoral e Interior de São Paulo da F9C, enxerga no "hotel de empresas" uma facilidade para quem está crescendo. "Os clientes ficaram felizes em termos vindo para Santos e não precisarem mais subir a serra para contratar o serviço."

Atraído pela cadeia do pré-sal e da logística portuária, um novo conceito de espaço corporativo ganha terreno em Santos: os chamados escritórios virtuais. Apesar do nome, não se trata de um ambiente na web, mas, sim, de um condomínio de salas destinado, também, a quem trabalha em esquema "home office" e precisa de uma base física para referência profissional.  

 

"É ideal para quem precisa eventualmente ter um endereço comercial para reuniões ou um número de telefone para recados, inclusive com secretária bilíngue", diz o empresário Gabriel de Carvalho Jacintho, de São Paulo, que inaugurou o Espaço Certo Escritórios Virtuais em Santos há um ano com pacotes a partir de R$ 260. Sob medida para a enxurrada de empreendedores iniciantes que estão chegando à cidade, mas não têm fôlego para arcar, de saída, com os altos aluguéis da recente safra de empreendimentos corporativos. A abertura de micro e pequenas empresas em Santos subiu quase 10% desde 2010. Hoje são 12.129 empresas desse segmento. 


Com 26 salas distribuídas em 400 m2 numa das avenidas mais movimentadas da cidade, o Espaço Certo funciona também da maneira tradicional, como uma opção para quem quer alugar salas. As empresas compartilham a infraestrutura e serviços existentes em escritórios convencionais - do cafezinho à internet, das secretárias à sala de conferência. 


Desde que iniciou as atividades, o Espaço Certo contabiliza 90 contratos, sendo 40 fixos e virtuais e outros 50 de eventos de curta duração. A meta é encerrar o ano com R$ 1 milhão em faturamento. Jacintho vislumbrou a oportunidade de criar o "hotel de empresas" a partir da experiência como diretor de uma consultoria contábil e tributária especializada em assessorar multinacionais, em São Paulo. "A maioria dos nossos clientes se instala no Brasil dessa forma, começam com escritórios virtuais." 


A decisão pela cidade do litoral paulista foi fácil. "Foi conjuntural. A cadeia do petróleo e gás, o porto, e o fato de haver pouca oferta de um modelo eminentemente corporativo na cidade", conta. Somado a isso pesou a vantajosa alíquota do Imposto Sobre Serviços (ISS) de 3% contra 5% da capital paulista, na maioria dos segmentos. 


Atualmente o local reúne segmentos de advocacia, imobiliária, agência de navegação, representação comercial de multinacionais instaladas na capital paulista e até uma escola de idiomas. 


Há 15 anos no mercado, a F9C, com foco em soluções de tecnologia da informação, tinha bases em São Paulo e Rio de Janeiro. Há seis meses abriu filial em Santos para prestar serviços no segmento de logística e terminais portuários. Otávio Barboza, gerente de operações no Litoral e Interior de São Paulo da F9C, enxerga no "hotel de empresas" uma facilidade para quem está crescendo. "Os clientes ficaram felizes em termos vindo para Santos e não precisarem mais subir a serra para contratar o serviço."



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar