acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Encomenda

Porto do Açu inicia novo negócio com a atracação de sondas

07/12/2015 | 10h50
Porto do Açu inicia novo negócio com a atracação de sondas
Prumo Logistica Prumo Logistica

 

O Porto do Açu recebeu ontem, dia 3, a sonda de perfuração semissubmersível de águas profundas ODN Tay IV, que pertence a Odebrecht Óleo e Gás (OOG). A sonda é a primeira a atracar no empreendimento, e representa o início de um novo negócio.
 
A sonda ficará atracada no cais da Prumo no Terminal 2 (T2), realizando serviços de manutenção e de apoio de rotina. O terminal, que conta com até 14,5 metros de profundidade, possui capacidade para atracação de sondas de perfuração sem a remoção dos thrusters, o que possibilita uma atracação segura, eficiente e econômica.
 
“O Porto do Açu se confirma, cada vez mais, como solução de infraestrutura e logística competitiva para toda a cadeia de Óleo e Gás - especialmente E&P”, comenta Eduardo Parente, CEO da Prumo.
 
A ODN Tay IV possui sistema de “Posicionamento Dinâmico” (DP - Dynamic Positioning), o que permite a operação em lâmina d’água de até 2.400 metros de profundidade. A sonda estava apoiando a campanha exploratória da Petrobras em Marlim Leste, na Bacia de Campos.

O Porto do Açu recebeu ontem, dia 3, a sonda de perfuração semissubmersível de águas profundas ODN Tay IV, que pertence a Odebrecht Óleo e Gás (OOG). A sonda é a primeira a atracar no empreendimento, e representa o início de um novo negócio. A sonda ficará atracada no cais da Prumo no Terminal 2 (T2), realizando serviços de manutenção e de apoio de rotina.

O terminal, que conta com até 14,5 metros de profundidade, possui capacidade para atracação de sondas de perfuração sem a remoção dos thrusters, o que possibilita uma atracação segura, eficiente e econômica. “O Porto do Açu se confirma, cada vez mais, como solução de infraestrutura e logística competitiva para toda a cadeia de Óleo e Gás - especialmente E&P”, comenta Eduardo Parente, CEO da Prumo. 

A ODN Tay IV possui sistema de “Posicionamento Dinâmico” (DP - Dynamic Positioning), o que permite a operação em lâmina d’água de até 2.400 metros de profundidade. A sonda estava apoiando a campanha exploratória da Petrobras em Marlim Leste, na Bacia de Campos.

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar