acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petroquímica

Pólo Petroquímico e fábrica de PET são inauguradas em Pernambuco

28/02/2007 | 00h00

Ainda sem definções sobre a negociação entre Petrobras e M&G, ambas empresas inauguraram suas instalações no complexo industrial de Suape nesta quarta-feira (28/02). Petrobras e Citene lançam pedra fundamental do Pólo Petroquímico de Suape e M&G inaugura maior fábrica de PET do mundo.

No acordo entre Petrobras e a Companhia Integrada Têxtil do Nordeste (Citene), ambas empresas detêm participação tanto na unidade de ácido tereftálico purificado (PTA), quanto na unidade de polímeros e filamentos de poliéster (POY). Na segunda geração, a participação é igualitária, 50% para cada companhia e na unidade de fibras, a Petroquisa detém 40% do capital.

Segundo destaca a Petrobras em nota enviada à imprensa: "A união dessas empresas viabilizará a integração da produção nacional de poliéster. A escala de produção das plantas e a tecnologia de ponta aplicada em seus processos oferecem as condições para que as indústrias têxteis nacionais enfrentem a concorrência externa, em especial dos países asiáticos, representando, dessa forma, o ressurgimento da indústria têxtil nacional".

Ainda segundo informa a companhia, as fábricas serão instaladas em terrenos vizinhos à futura Refinaria do Nordeste - Abreu e Lima, ocupando uma área de 55 hectares. Os investimentos previstos nos dois projetos são da ordem de US$ 862 milhões, sendo US$ 542 milhões destinados à planta de PTA e os US$ 320 milhões para a unidade de terceira geração.

O Início das obras está previsto para o segundo trimestre de 2007.
A planta de PTA terá capacidade para produzir 640 mil toneladas de PTA por ano e entrará em operação em 2009. A fábrica da Citene produzirá 215 mil toneladas por ano de polímeros e filamentos de poliéster e começará a funcionar no início de 2008, produzindo inicialmente fios texturizados.

O evento contou com as presenças do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, do diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa e demais autoridades.
 
Na mesma ocasião, a Petrobras assinou Termo de Compromisso com o Governo de Pernambuco e o Complexo de Suape, relacionado à implantação do Pólo Petroquímico de Suape e da Refinaria Abreu e Lima, ambos na área do Complexo Industrial Portuário de Suape.
 
A unidade da Mossi&Ghisolfi foi inaugurada na mesma ocasião e terá capacidade de produção de 450 mil toneladas de PET por ano. O diretor geral de Negócios de Polímeros do Grupo M&G, Marco Ghisolfi, comentou o orgulho da nova unidade e a utilização da tecnlogia exclusiva da M&G, a EasyUP(tm), de estado sólido de polimerização.

O presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva, o governador do estado de Pernambuco, Eduardo Campos, além de outras autoridades federais, estaduais e municipais compareceram à cerimônia de inauguração.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar