acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Polo Petroquímico do Grande ABC abre as portas para a comunidade

11/04/2017 | 17h20

O Comitê de Fomento Industrial do Polo do Grande ABC – COFIP ABC acaba de lançar o programa Portas Abertas com o objetivo de estreitar o relacionamento com a comunidade do entorno. A empresa anfitriã da primeira visita monitorada foi a Vitopel, que recebeu estudantes da Escola SENAI de Mauá nesta terça-feira (11).

A meta do programa é estabelecer relacionamento transparente e confiável com moradores, trabalhadores e estudantes do entorno. “Queremos apresentar as práticas desenvolvidas pelas empresas para discussão de assuntos de interesse mútuo como segurança, saúde e proteção ao meio ambiente, durante a visitação às instalações industriais das empresas associadas ao COFIP”, afirma Laudemir Silva, coordenador do Portas Abertas.

O programa prevê a realização de visita mensal a uma das 10 empresas associadas ao COFIP ABC, conforme o calendário anual estabelecido, em que há o rodízio de empresas que sediam o encontro. As inscrições devem ser feitas por meio do site www.cofipabc.com.br, por grupos específicos como associação de bairro ou escola, compostos por 15 a 30 pessoas.

Com duração de duas horas, as visitas monitoradas seguem o roteiro: recepção do grupo, apresentações do COFIP ABC e da empresa anfitriã, visitação às instalações e encerramento. “O programa tem estrutura padronizada, mas existem algumas nuances de acordo com a empresa e o grupo de visitantes”, explica Silva.

O Portas Abertas é considerado pelo Comitê o programa de aproximação mais abrangente já criado para o Polo Petroquímico, em função do número significativo de empresas sediando as visitas e da expectativa de adesão progressiva ao programa pelo público-alvo. “A interação da indústria com a comunidade situada no entorno das fábricas é um fator primordial de gestão, inclusive previsto como um dos seis objetivos estratégicos do COFIP ABC”, conta Silva.

Polo Industrial – O Polo do Grande ABC é formado por diversas empresas que atuam na extensa cadeia produtiva do setor, incluindo desde refinaria de petróleo até engarrafadoras de gás. Por ser uma indústria de base, a petroquímica é considerada a primeira geração da indústria química e elo inicial de diversos segmentos de mercado, como plástico, borracha, tintas e vernizes, higiene e limpeza, entre outros.

Dentro desta cadeia, o Polo Petroquímico tem grande influência no desenvolvimento econômico e social da região, com geração de aproximadamente 10 mil empregos diretos e indiretos, além de proporcionar um VAF (Valor Adicionado Fiscal) superior a R$ 2 bilhões por ano aos municípios da região, segundo estudo realizado, em 2014, pela consultoria especializada MaxiQuim.

Sobre o COFIP ABC

O COFIP ABC – Comitê de Fomento Industrial do Polo do Grande ABC – é uma entidade criada em 2015 com o propósito de gerar sinergia entre as indústrias, o poder público e a comunidade, em prol do desenvolvimento sustentável da região do Grande ABC/SP. A instituição representa suas associadas em áreas específicas, ao promover ações positivas e identificar oportunidades por meio de grupos técnicos. Atualmente o Comitê possui 10 empresas associadas: Air Liquide, AkzoNobel, Aquapolo, Bandeirante Química, Braskem, Cabot, Chevron Oronite, Oxiteno, quantiQ e Vitopel, e o Plano de Auxílio Mútuo – PAM Capuava – que é um departamento da instituição. Acesse www.cofipabc.com.br



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar