acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
SMS

Plataforma é paralisada para reparos

27/05/2004 | 00h00

O funcionamento do FPSO Brasil, navio-plataforma em operação no campo de Roncador, foi paralisado nesta quarta-feira (26/05) às 23h30min para início de um processo de inspeção e reparo. Segundo nota da Petrobras, na tarde de terça-feira foi observada uma anormalidade na chama do queimador de gás da plataforma, com possibilidade de risco à sua estrutura e conseqüentemente ao pessoal a bordo.
Durante o dia de hoje a planta foi inertizada e despressurizada de forma a permitir o acesso com segurança ao queimador. Devido às condições climáticas, ainda não foi possível identificar precisamente o problema nem tampouco avaliar o prazo necessário para o
reparo e retomada da produção de óleo e gás.
A exportação de gás do FPSO BRASIL havia sido paralisada desde o dia 22 de maio para que fossem feitas obras de interligação de um novo trecho de gasoduto à malha de escoamento de gás da área norte da Bacia de Campos, dentro do programa de produção previamente comunicado à Agência Nacional do Petróleo.
O navio-plataforma FPSO BRASIL é uma unidade de produção pertencente à empresa Single Buoy Moorings Inc. - SBM, e foi afretado pela Petrobras para produzir petróleo na região
denominada Módulo 1A de Roncador. O FPSO BRASIL entrou em operação em dezembro de 2002 e produz atualmente cerca de 95.000 bpd de óleo e 1,6 milhão de m3/dia de gás.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar