acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Reconhecimento

Plástico derivado do etanol de cana-de-açúcar ganha prêmio

06/09/2013 | 16h37

 

O polietileno verde de baixa densidade (PEBD) produzido pela Braskem à base de etanol de cana, conhecido como “I'm green™”, foi o vencedor da categoria Produtos, no Ranking de Produtos e Serviços Sustentáveis do 6º Fórum pelo Desenvolvimento Sustentável - SUSTENTAR 2013. O evento, realizado em Belo Horizonte nos dias 29 e 30 de agosto, é considerado um dos maiores encontros de sustentabilidade da América Latina.
Para o consultor de Emissões e Tecnologia da União da Indústria de Cana-de-Áçucar (Unica), Alfred Szwarc, um dos palestrantes do evento, a conquista só reforça a importância do uso de produtos de origem renovável como matéria-prima da indústria.
“O Brasil é um dos principais responsáveis pelo crescimento dos bioplásticos, especialmente por ser um dos maiores fornecedores mundiais de etanol para a produção de polietileno e PET verdes. Por serem originários de uma fonte renovável, esses produtos contribuem para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa (GEEs), ao capturar gás carbônico da atmosfera durante o processo de crescimento da cana”, explicou Szwarc.
Constantemente, empresas como a Braskem fabricam e desenvolvem tecnologias para o setor, contribuindo para tornar o país o maior produtor de biopolímeros do planeta. O PEBD estará disponível para o mercado em larga escala a partir de janeiro de 2014.

O polietileno verde de baixa densidade (PEBD) produzido pela Braskem à base de etanol de cana, conhecido como “I'm green™”, foi o vencedor da categoria Produtos, no Ranking de Produtos e Serviços Sustentáveis do 6º Fórum pelo Desenvolvimento Sustentável - SUSTENTAR 2013. O evento, realizado em Belo Horizonte nos dias 29 e 30 de agosto, é considerado um dos maiores encontros de sustentabilidade da América Latina.


Para o consultor de Emissões e Tecnologia da União da Indústria de Cana-de-Áçucar (Unica), Alfred Szwarc, um dos palestrantes do evento, a conquista só reforça a importância do uso de produtos de origem renovável como matéria-prima da indústria.


“O Brasil é um dos principais responsáveis pelo crescimento dos bioplásticos, especialmente por ser um dos maiores fornecedores mundiais de etanol para a produção de polietileno e PET verdes. Por serem originários de uma fonte renovável, esses produtos contribuem para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa (GEEs), ao capturar gás carbônico da atmosfera durante o processo de crescimento da cana”, explicou Szwarc.


Constantemente, empresas como a Braskem fabricam e desenvolvem tecnologias para o setor, contribuindo para tornar o país o maior produtor de biopolímeros do planeta. O PEBD estará disponível para o mercado em larga escala a partir de janeiro de 2014.

 



Fonte: Unica
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar