acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Geofísica

PGS inaugura centro de análises sísmicas no Rio

25/06/2004 | 00h00

A empresa de origem norueguesa PGS - Investigação Petrolífera Ltda. inaugura, nesta sexta-feira (25/06), no Rio de Janeiro, o maior centro privado de processamento de dados sísmicos do Hemisfério Sul. O centro é composto por 1024 CPUs, ocupando uma área de 200 m². Segundo o presidente da PGS do Brasil, Luiz Bodanese, "o computador do centro é o 37º maior do mundo".
O mercado estima que o investimento neste tipo de computador seja da ordem de US$ 6 milhões e o presidente da companhia admite que o valor está próximo, embora não tenha fornecido o montante exato investido pela PGS no novo centro.
Bodanese acredita que nem a Petrobras tenha um centro com esta capacidade de processamento e destaca: "os trabalhos mais complexos acabavam sendo levados fora do País, agora já poderão ser analisados aqui". O supercomputador utiliza as tecnologias mais modernas existentes para a geração de imagens sísmicas em 3D, além de a constituição do centro representar um grande avanço para o Brasil, devido à geração de uma tecnologia, que Bodanese descreve como "de altíssimo valor agregado".
O executivo considera como um dos aspectos mais importantes da abertura do Centro, a recuperação de profissionais altamente qualificados que haviam saído do país por falta de condições tecnológicas de trabalho e o impulso para a geração de uma cadeia de qualificação de mão-de-obra. "Com a abertura do centro nós já recuperamos cinco geofísicos que estavam trabalhando nos Estados Unidos e agora estão aqui treinando outros cinco profissionais recém-formados em geofísica. Na área técnica, a GPS treinou cerca de 100 operadores para trabalharem com o computador", conta Bodanese.
Segundo o presidente da empresa, a PGS detém 50% do mercado de aquisição sísmica do Brasil, com 70 mil Km² de sísmica 3D levantadas desde 1999 até hoje.
A inauguração do centro será realizada na sede da companhia, na Barra da Tijuca, às 18h.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar