acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Campo de Polvo

PetroRio pede redução de royalties para o Campo de Polvo

17/10/2017 | 17h44
PetroRio pede redução de royalties para o Campo de Polvo
Divulgação Divulgação

Ontem, segunda-feira (16) a PetroRio protocolou na Agência Nacional do Petróleo (ANP) pedido de redução de royalties para o Campo de Polvo como forma de incentivo e fomento para investimentos na revitalização de campos maduros.

O pleito prevê a diminuição de 10% para 5%, conforme previsto na lei e no contrato de concessão. Isso irá viabilizar o plano de revitalização de Polvo, que prevê investimentos de US$ 60 milhões na perfuração de dois poços. Dentre os objetivos a serem alcançados com a demanda da PetroRio à agência reguladora, estão:

Estimular a extensão da vida econômica dos campos, evitando o abandono prematuro e incentivando o pleno aproveitamento dos recursos;

Aumentar o fator de recuperação dos campos, evitando deixar preciosas reservas provadas no subsolo;

Acessar novas reservas ainda não certificadas e ampliar o volume de reserva do Campo.

O pedido leva em consideração características particulares ao campo, como nível de produção, fator de recuperação, estágio de maturidade e a taxa de declínio natural dos reservatórios existentes para os próximos anos.

Revitalização do campo

O plano de revitalização de Polvo prevê a perfuração de novos poços, o que poderá gerar aumento da produção diária de petróleo com uma elevação das reservas. Os reservatórios prospectados estão localizados dentro da área de alcance estimada da plataforma fixa POLVO-A.

A política de redução de royalties para revitalização de campos maduros encontra-se em estágio avançado no mundo, sendo amplamente difundida no Mar do Norte, Canadá, Argentina, Angola e Colômbia. O fator de recuperação de países que adotaram essa estratégia encontra-se em alguns casos acima de 70%, como na Noruega. No Brasil, a média de recuperação é de apenas 21%.

Sobre a PetroRio

Com um modelo de negócio focado na produção eficiente de campos de petróleo já em fase de produção e na otimização de custos, a PetroRio é uma das maiores empresas independentes de produção de óleo e gás natural do Brasil e já figura entre as 10 maiores do Brasil. A empresa está posicionada para capturar ganhos mesmo em cenários externos adversos.

A PetroRio segue no desenvolvimento de uma sólida plataforma de crescimento visando a geração de valor para os seus acionistas, através do incremento de sua produção por meio da aquisição de ativos de produção, implementação de gestão eficiente de reservatórios, reexploração, gestão da performance operacional, redução dos custos de produção e das despesas corporativas, com total respeito à segurança e ao meio ambiente.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar