acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Cotação

Petróleo sobe antes de depoimento de Bernanke

16/07/2013 | 10h18

 

s contratos futuros do petróleo registram alta em meio a uma negociação cautelosa antes de um depoimento do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke nesta quarta-feira, 17. Às 7h40 (de Brasília), o contrato do petróleo Brent para agosto subia 0,38%, para US$ 109,50 o barril, na plataforma ICE. O contrato vence hoje. O contrato do petróleo Brent para setembro avança 0,33%, para US$ 108,44 o barril. O contrato do petróleo para Nova York para agosto avançava 0,22%, para 106,55 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex).
A especulação sobre o prazo da redução do programa de compras de ativos do Fed e aumentos das taxas de juros atingiu os mercados nas últimas semanas, deixando alguns investidores em uma posição de esperar para ver.
Alguns fatores macroeconômicos positivos ajudaram a impulsionar os preços do petróleo. As vendas no varejo em junho nos EUA mostraram um significante crescimento no comércio de carros e combustível, sinalizando uma forte demanda por petróleo no país, que é o maior consumidor da commodity no mundo.
Os participantes do mercado aguardam uma pesquisa semanal do American Petroleum Institute sobre os estoques nos EUA. O Commerzbank disse que os preços nas bombas do país já estão 32% acima da média de preço de longo prazo para esse período do ano e isso poderá conter a demanda por gasolina, a redução dos estoques e o aumento dos preços do petróleo.

Os contratos futuros do petróleo registram alta em meio a uma negociação cautelosa antes de um depoimento do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke nesta quarta-feira (17). Às 7h40 (de Brasília), o contrato do petróleo Brent para agosto subia 0,38%, para US$ 109,50 o barril, na plataforma ICE. O contrato vence hoje. O contrato do petróleo Brent para setembro avança 0,33%, para US$ 108,44 o barril. O contrato do petróleo para Nova York para agosto avançava 0,22%, para 106,55 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex).


A especulação sobre o prazo da redução do programa de compras de ativos do Fed e aumentos das taxas de juros atingiu os mercados nas últimas semanas, deixando alguns investidores em uma posição de esperar para ver.


Alguns fatores macroeconômicos positivos ajudaram a impulsionar os preços do petróleo. As vendas no varejo em junho nos EUA mostraram um significante crescimento no comércio de carros e combustível, sinalizando uma forte demanda por petróleo no país, que é o maior consumidor da commodity no mundo.


Os participantes do mercado aguardam uma pesquisa semanal do American Petroleum Institute sobre os estoques nos EUA. O Commerzbank disse que os preços nas bombas do país já estão 32% acima da média de preço de longo prazo para esse período do ano e isso poderá conter a demanda por gasolina, a redução dos estoques e o aumento dos preços do petróleo.

 



Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar