acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

Petróleo reduz pressão e bolsas exibem ganhos

07/04/2005 | 00h00

A cotação do petróleo desceu e as principais bolsas subiram. O nível dos estoques de óleo dos Estados Unidos cresceu pela oitava semana consecutiva, baixando o preço do barril para US$ 55,85 e aliviando as pressões de aumento dos custos da energia.
O Dow Jones, principal indicador da Bolsa de Nova York, subiu 0,26%, para 10.486 pontos. O Standard & Poor´s 500 avançou 0,23%, a 1.184 pontos. Já no setor de tecnologia, menos influenciado pelas variações do petróleo, quase não saiu do lugar: o índice Nasdaq Composto fechou praticamente estável, com oscilação negativa de 0,01%, a 1.999 pontos.
Na Europa, o recuo dos preços do petróleo se aliou ao bom desempenho das ações da farmacêutica Roche, levando os índices acionários da região ao maior patamar em um mês.
O dia foi do setor farmacêutico. As ações do grupo suíço Roche subiram 1,6%, depois que estudos mostraram novo mercado potencial para um novo medicamento da companhia, que além de ser usado no tratamento de câncer também ajuda pacientes acometidos de artrite reumatóide. Os papéis de outras farmacêuticas também subiram, impulsionadas pelo panorama positivo traçado para a americana Pfizer. Com isso, a AstraZeneca avançou 0,8% e a Novartis valorizou-se 1,3%.
O índice FTSE-100, principal indicador da Bolsas de Londres, exibiu leve avanço de 0,09%, para 4.947 pontos. No pregão de Frankfurt, o DAX fechou em alta de 0,38%, a 4.379 pontos. Em Paris, o CAC-40 subiu 0,47%, a 4.106 pontos.



Fonte: Valor Econômico/Ag.
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar