acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

Petróleo recua apesar do temor com o Katrina

26/08/2005 | 00h00

O barril de petróleo do tipo Brent, negociado no mercado londrino, fechou em queda nesta sexta-feira (26/08), a US$ 66,47, depois de uma semana marcada por altas consecutivas. Em Nova York, os contratos do tipo light para entrega em outubro recuaram US$ 1,36 e fecharam a US$ 66,13 o barril, depois de chegarem a ser negociados no patamar recorde de US$ 68. A queda das cotações aconteceram apesar dos estragos causados pelao furacão Katrina, que chegou a ser considerado uma tempestade tropical, mas voltou à categoria de furacões ao chegar ao Golfo do México.
 
A alta, já se desenhava desde a terça-feira, quando os contratos negociados no mercado americano, que haviam fechado estáveis na segunda em relação a sexta-feira, a US$ 65,45, subiu para US$ 65,71. O Brent fechou na segunda-feira a US$ 64,50 e na terça sofreu aumento de 15 centavos de dólar, e fechou a US$ 64,65.
 
O aumento foi considerado suave pelos analistas, mas na quarta-feira, pressão da queda dos estoques de gasolina dos Estados Unidos em níveis maiores do que o esperado fizeram o preço dar o grande salto da semana, a US$ 67,32, o WTI e a US$ 66,01, o Brent.  

Seis companhias petrolíferas que operam no Golfo do México anunciaram a remoção de trabalhadores de suas plataformas como precaução contra o Katrina, que atravessou o sul da Flórida na noite desta quinta-feira vindo do Oceano Atlântico e tomou o rumo do Golfo do México.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar