acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Petróleo opera volátil, de olho no Catar e na produção dos EUA

06/06/2017 | 13h57

O petróleo mostra volatilidade desde os negócios da madrugada nesta terça-feira, em meio a uma queda generalizada nos mercados acionários e preocupações com o avanço da produção da commodity nos EUA.

Às 9h38 (de Brasília), a tendência do petróleo era negativa: o Brent para entrega em agosto caía 0,46% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 49,24 por barril, enquanto o WTI para julho recuava 0,40%, na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 47,21 por barril.

Grandes bolsas de valores operam pressionadas, pesando nos preços de commodities. Além disso, o rompimento diplomático de quatro países árabes - Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Egito e Bahrein - com o Catar continua influenciando as cotações do petróleo. O Catar é acusado de tentar desestabilizar o Oriente Médio e de financiar grupos terroristas.

Alguns investidores temem que a crise diplomática no Golfo Pérsico afete a administração da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e os mercados de petróleo e de gás natural.

"O sentimento geral nos mercados é negativo nesta manhã", comentou Bjarne Schieldrop, analista-chefe de commodities da SEB Markets.

No último dia 25, a Opep, Rússia e outros países de fora do grupo decidiram que continuarão reduzindo sua produção combinada em cerca de 1,8 milhão de barris além deste primeiro semestre, por um período adicional de nove meses até março de 2018. Na ocasião, parte do mercado esperava uma prorrogação mais longa ou cortes mais agressivos. Desde então, o petróleo WTI acumula perdas de 8%.

Além disso, continuam as preocupações com a produção dos EUA, que vem crescendo à medida que Opep e Rússia reduzem sua oferta.

No fim da tarde, a associação de refinarias conhecida como American Petroleum Institute (API) divulga pesquisa semanal sobre os estoques dos EUA. Amanhã, o Departamento de Energia (DoE) publica o levantamento oficial, que também traz os últimos números sobre a produção americana.



Fonte: Dow Jones Newswires, 06/06/2017
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar