acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Preço

Petróleo opera em baixa, de olho em sinais da oferta e demanda

08/10/2018 | 09h10

O petróleo opera em território negativo no início da semana, em meio a relatos de que os Estados Unidos poderiam dar licenças para alguns compradores do petróleo do Irã, assim que as sanções americanas contra o setor do país persa entrarem em vigor, no próximo mês. Além disso, o dólar em geral mais valorizado contribui para o movimento.

Às 8h16 (de Brasília), o petróleo WTI para novembro caía 1,30%, a US$ 73,37 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para dezembro recuava 1,53%, a US$ 82,87 o barril, na ICE.

"Os EUA parecem estar abandonando sua postura dura em relação aos compradores do petróleo iraniano", avaliam analistas do Commerzbank. Segundo o banco alemão, aparentemente os consumidores têm recebido mais prazo para substituir o óleo iraniano. Na sexta-feira, uma autoridade do governo americano teria comentado que poderia haver exceções para compradores do Irã, como a Índia, que ao menos tem reduzido essas importações, segundo a agência Reuters.

O presidente americano, Donald Trump, retirou em maio os EUA do acordo internacional para conter o programa nuclear iraniano, o que abriu caminho para a volta de sanções econômicas ao país. As medidas específicas contra o setor de petróleo entram em vigor em 4 de novembro. Analistas preveem que cerca de 1 milhão de barris por dia dos quase 2,5 milhões de barris por dia das exportações do Irã estariam em risco.

Investidores monitoram se a Arábia Saudita e a Rússia podem elevar sua produção no próximo mês, apesar de uma decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para que o patamar atual seja mantido.

No câmbio, o dólar mais forte tende a pressionar o petróleo, já que torna a commodity mais cara para os detentores de outras moedas.

 

 



Fonte: Dow Jones Newswires, 08/10/2018
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar