acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Cotação

Petróleo fecha em queda em Nova York e em Londres

09/07/2013 | 09h28

 

Os preços dos contratos futuros de petróleo em Nova York e em Londres caíram levemente nesta segunda-feira (8) em um mercado que acompanha de perto a evolução das tensões no Egito, apesar da realização de lucros depois de quatro altas consecutivas.
O barril de referência WTI para entrega em agosto caiu US$ 0,08 a US$ 103,14 no New York Mercantile Exchange (Nymex).
No Intercontinental Exchange (ICE) de Londres, o barril de Brent do mar do Norte para entrega em agosto fechou em US$ 107,43, uma queda de US$ 0,29 com relação ao fechamento de sexta-feira.
O preço do petróleo caiu durante a primeira parte do dia, quando os investidores viram que a crise no Egito não afetava particularmente o canal de Suez.
"O que preocupa o mercado, é um eventual fechamento do canal, que teria um impacto considerável no transporte do petróleo do Oriente Médio para os países europeus", destacou o analista independente Andy Lipow.
Contudo, "depois de um porta-voz informar que o canal está vigiado e funciona normalmente", estas preocupações se dissiparam, destacou Michael Hewson, da CMC Markets.
Durante o dia, contudo, "os operadores do mercado começaram a pensar que a situação talvez se agravasse mais do que previam inicialmente", e isso provocou uma alta temporária das cotações, destacou Michael Lynch da Strategic Energy and Economic Research.
Mais de 50 pessoas morreram nesta segunda-feira no Cairo durante uma manifestação. A Irmandade Muçulmana pediu o fim deste "massacre" que agrava o clima de tensão que prevalece desde que o Exército tomou o poder na semana passada.
Os preços do petróleo também foram sustentados por uma pequena fragilidade do dólar.
Robert Yawger de Mizuho Securities USA explicou que o elemento c

Os preços dos contratos futuros de petróleo em Nova York e em Londres caíram levemente nesta segunda-feira (8) em um mercado que acompanha de perto a evolução das tensões no Egito, apesar da realização de lucros depois de quatro altas consecutivas.

 

O barril de referência WTI para entrega em agosto caiu US$ 0,08 a US$ 103,14 no New York Mercantile Exchange (Nymex).

 

No Intercontinental Exchange (ICE) de Londres, o barril de Brent do mar do Norte para entrega em agosto fechou em US$ 107,43, uma queda de US$ 0,29 com relação ao fechamento de sexta-feira.

 

O preço do petróleo caiu durante a primeira parte do dia, quando os investidores viram que a crise no Egito não afetava particularmente o canal de Suez.

 

"O que preocupa o mercado, é um eventual fechamento do canal, que teria um impacto considerável no transporte do petróleo do Oriente Médio para os países europeus", destacou o analista independente Andy Lipow.

 

Contudo, "depois de um porta-voz informar que o canal está vigiado e funciona normalmente", estas preocupações se dissiparam, destacou Michael Hewson, da CMC Markets.

 

Durante o dia, contudo, "os operadores do mercado começaram a pensar que a situação talvez se agravasse mais do que previam inicialmente", e isso provocou uma alta temporária das cotações, destacou Michael Lynch da Strategic Energy and Economic Research.

 

Mais de 50 pessoas morreram nesta segunda-feira no Cairo durante uma manifestação. A Irmandade Muçulmana pediu o fim deste "massacre" que agrava o clima de tensão que prevalece desde que o Exército tomou o poder na semana passada.

 

Os preços do petróleo também foram sustentados por uma pequena fragilidade do dólar.

 

Robert Yawger de Mizuho Securities USA explicou que o elemento central na queda foram as realizações de lucros.



Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar