acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Cotação

Petróleo em NY fecha no nível mais alto desde 2008

24/03/2011 | 09h11
Petróleo em NY fecha no nível mais alto desde 2008
Petróleo em NY fecha no nível mais alto desde 2008 Petróleo em NY fecha no nível mais alto desde 2008
Os preços do petróleo em Nova York fecharam ontem no nível mais alto desde setembro de 2008. O mercado reagiu à continuidade dos ataques dos Estados Unidos e seus aliados à Líbia. Outro fator que favoreceu a alta foi a redução dos estoques norte-americanos de gasolina na semana passada.


operadores disseram que os participantes do mercado, tomados pela incerteza sobre quanto tempo o conflito na Líbia vai durar, estão se preparando para a probabilidade de que a oferta de petróleo líbio continue interrompida por um período prolongado. Os informes de que tropas sírias dispararam contra manifestantes na cidade de Deraa, matando pelo menos cinco pessoas, realimentaram os temores de que a turbulência política no Oriente Médio possa se alastrar para os principais produtores de petróleo.


Na Arábia Saudita, o rei Abdullah, na tentativa de reduzir a insatisfação com a monarquia, anunciou que haverá eleições para os conselhos municipais do país em abril. "Se isso se alastrar para a Arábia Saudita, US$ 120 por barril parecerá barato. As pessoas estão apavoradas quanto a ficar a descoberto", disse Kyle Cooper, da IAF Energy Advisors.


Nos EUA, o Departamento de Energia informou que na semana passada houve uma redução de 5,3 milhões de barris nos estoques de gasolina; analistas previam uma redução menor, de 2 milhões de barris. Essa redução nos estoques foi a maior desde setembro de 2008, quando o furacão Ike interrompeu a produção de gasolina nas refinarias situadas na costa do Golfo do México.


Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de petróleo bruto para maio fecharam a US$ 105,75 por barril, em alta de US$ 0,78 (0,74%). Na plataforma Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo tipo Brent para maio fecharam a US$ 115,55 por barril, em baixa de US$ 0,15 (0,13%).


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar