acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Mercado

Petróleo em alta freia mas não impede alta nas bolsas

28/09/2006 | 00h00

As bolsas de valores dos Estados Unidos reduziram a trajetória de alta no fechamento do pregão da quarta-feira, depois de o petróleo virar, subir e conter o rali que conduziu o índice Dow Jones para um patamar recorde na sessão de terça-feira.

Foi o terceiro dia seguido de ganhos. O índice Dow Jones subiu 0,17% e finalizou a 11.689 pontos. O Standard & Poor`s 500 encerrou com variação positiva de 0,02%, a 1.336 pontos, enquanto o Nasdaq teve oscilação positiva de 0,09%, aos 2.263 pontos.

Um surpreendente aumento nas vendas de novas moradias dos EUA impulsionou os ganhos na primeira etapa dos negócios. A alta do petróleo, entretanto, minimizou o otimismo dos mercados com a evolução da economia e os lucros corporativos.

O relatório de novas moradias de agosto ofuscou outra pesquisa, que sinalizou queda nas encomendas de bens duráveis em agosto, o que em parte realimentou as preocupações sobre as perspectivas com o crescimento da economia.

Na Nymex, o petróleo para entrega em novembro saltou US$ 1,95, para US$ 62,96 por barril - depois de baixar a US$ 60,10 na mínima do dia -, em meio a especulações de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) possa tomar medidas para evitar que as cotações caiam mais.

As bolsas européias encerraram perto do maior nível em cinco anos, impulsionadas por companhias espanholas de energia e varejistas que registraram altas por conta de intensa atividade de fusões e aquisições. O setor de mineração também contribuiu para o fechamento positivo.

O FTSEurofirst 300, índice que reúne as ações das principais empresas européias, teve alta de 0,57%, a 1.397 pontos.

O indicador Financial Times, de Londres, subiu 0,96% e encerrou a 5.930 pontos. Em Paris, o CAC-40 teve alta de 0,45%, fechando aos 5.243 pontos. O DAX, de Frankfurt, com alta de 0,49%, atingiu 5.989 pontos no fechamento. Em Madri, a bolsa disparou. O índice Ibex-35 encerrou o dia em 12.950 pontos, após valorização de 2,64%. A bolsa de Milão subiu 0,38% (para 29.270 pontos) e a de Lisboa, 1,47% (10.241 pontos).



Fonte: Valor Econômico/Ag.
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar