acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Ásia

Petróleo e Citigroup alavancam mercados

22/07/2008 | 08h59

Os mercados asiáticos começaram a semana em alta, beneficiados pela queda na cotação do petróleo e de outras matérias-primas (commodities) e também pela diminuição das preocupações sobre o setor financeiro depois de o banco americano Citigroup apresentar resultados melhores do que o esperado na última sexta-feira (dia 18), apesar do prejuízo de US$ 2,5 bilhões. Em Hong Kong,o mercado fechou em alta, com as compras de papéis do setor imobiliário e ganhos em ações do setor financeiro após os resultados do Citigroup. O índice Hang Seng subiu 3,01%, fechando a 22.532,90 pontos. Em Tóquio, a bolsa não abriu, por causa de um feriado nacional.

 

Na China, os investidores também saíram atrás de papéis baratos, especialmente os dos setores financeiro e imobiliário, na esperança de que o governo flexibilize os controles de crédito após comentários feitos no fim de semana pelo regulador bancário.

 

O índice Xangai Composto subiu 3% e fechou a 2.861,42 pontos. O Shenzhen Composto subiu 3,4%, fechando a 852,77 pontos. A paridade central dólar-yuan foi fixada em alta, uma vez que Pequim quer prevenir uma valorização muito rápida da moeda chinesa antes dos Jogos Olímpicos - que começam dia 8 de agosto -, levando a divisa a cair ante o dólar. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8300 yuans, acima da última cotação de sexta-feira, que foi 6,8169 yuans. O Banco do Povo da China fixou a paridade central em 6,8271 yuans, ante 6,8238 yuans.

 

Na Coréia do Sul, o mercado fechou em alta e, segundo operadores, os investidores parecem apostar na estabilização do petróleo e do setor financeiro americano. O índice Kospi da Bolsa de Seul subiu 3,5% e fechou a 1.562,92 pontos. Em Taiwan, as preocupações com a inflação diminuíram devido à queda na cotação do petróleo, contribuindo para o mercado de ações fechar em alta acentuada. O índice Taiwan Weighted da Bolsa de Taipé subiu 4%, fechando a 7.085,67 pontos.

 

Nas Filipinas, a alta deveu-se a compradores de papéis em oferta que estiveram estimulados pela baixa dos preços do petróleo e pelos ganhos em Wall Street sexta-feira. O índice PSE Composto da Bolsa de Manila subiu 1,1% e fechou a 2.416,62 pontos. Na Austrália, o mercado operou animado pelo desempenho de Wall Street nas últimas sessões. O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney subiu 3,5% e fechou a 5.011,8 pontos. BHP subiu 4,2.

 

Na Bolsa de Cingapura, o mercado reagiu bem às notícias tranqüilizadoras dos mercados financeiros dos EUA. O índice Strait Times subiu 2,5% e fechou aos 2.919,21 pontos.

 

Na Indonésia , o mercado subiu devido a compras de papéis em oferta, impulsionadas pela firmeza da rupia e pelos ganhos nos demais mercados asiáticos devido à queda dos preços do petróleo. O índice composto da Bolsa de Jacarta ganhou 2,5% e fechou a 2.195,06 pontos.

 

Na Tailândia, o mercado encerrou uma seqüência de 4 dias de baixa, na qual acumulou perda de 9%, e subiu, com otimismo devido aos fortes ganhos nos mercados regionais, uma vez que as preocupações sobre a saúde do setor financeiro americano retraíram-se. O índice SET da Bolsa de Bangcoc avançou 3,4% e fechou a 687,30 pontos.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar