acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Cotação

Petróleo cai com possível adiamento de embargo europeu ao Irã

13/01/2012 | 10h42
Os contratos futuros de petróleo fecharam abaixo do patamar de US$ 100 na Nymex na quinta-feira (12), diante das notícias de que a União Europeia vai adiar por seis meses o embargo ao petróleo iraniano. Em Nova York, o barril do WTI para entrega em fevereiro recuou US$ 1,77, para US$ 99,10, enquanto o vencimento de março perdeu US$ 1,78, para US$ 99,31. Em Londres, o Brent de fevereiro caiu US$ 0,98, para US$ 111,26, enquanto o contrato de março fechou em baixa de US$ 1,01, para US$ 111.05.

Um embargo da União Europeia sobre as exportações de petróleo do Irã provavelmente será adiado por seis meses para permitir que países como a Grécia, Itália e Espanha encontrem fornecedores alternativos da commodity, segundo fontes ouvidas pela Bloomberg.

O embargo, que precisa ser avalizado pelos ministros das Relações Exteriores dos 27 países-membros no dia 23 de janeiro, provavelmente vai incluir uma exceção para a Itália, para que a Eni - maior companhia de energia italiana - possa continuar a receber os pagamentos dos serviços prestados ao Irã na forma de petróleo bruto.

A França, Alemanha e o Reino Unido são os maiores defensores do embargo para aumentar a pressão sobre Teerã com relação ao seu programa nuclear. Em princípio, a medida conta com o apoio de todos os 27 países-membros.

Os investidores também acompanharam o resultado dos leilões de dívida realizados na última quarta-feira (11) por Espanha e Itália e dados da economia americana, que vieram abaixo do esperado.

A Espanha emitiu quase 10 bilhões de euros em papéis com vencimento em 2015 e 2016, superando o volume de até 5 bilhões de euros anunciado inicialmente para o leilão e com taxas inferiores às registradas anteriormente.

A Itália vendeu no seu primeiro leilão do ano 12 bilhões de euros em bônus, montante máximo pretendido pelo governo. Os títulos de um ano saíram a 2,735%, menor taxa paga em papéis desse prazo desde junho.

As vendas no varejo dos EUA cresceram 0,1% em dezembro na comparação com novembro, para o nível sazonalmente ajustado de US$ 400,61 bilhões. O resultado veio levemente aquém da alta de 0,2% prevista por analistas. Na comparação com igual mês do ano anterior, o aumento foi de 6,5%.

O número de pedidos de seguro-desemprego nos EUA aumentou em 24 mil, para 399 mil, na semana terminada em 7 de janeiro. Analistas previam aumento de 8 mil pedidos, para 380 mil. O dado da semana anterior, por sua vez, foi revisado de 372 mil para 375 mil.


Fonte: Redação/ Agência
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar