acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Cotação

Petróleo cai após cessar-fogo na Líbia

18/03/2011 | 16h28
Os preços dos contratos futuros de petróleo caíram quase US$ 3 o barril em comparação com as máximas registradas mais cedo, enquanto os preços do ouro se enfraqueceram, depois que o ministro de Relações Exteriores da Líbia, Musa Kusa, anunciou um cessar-fogo imediato.


O regime de Muammar Kadafi declarou o cessar-fogo um dia depois da aprovação de uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que incluiu a criação de uma zona de exclusão aérea sobre o país e a adoção de "todas as medidas necessárias" para proteger a população local.
 

Kusa afirmou que o país iria "responder positivamente" à resolução e interromper suas operações militares. A crise na Líbia, que começou em meados de fevereiro, reduziu fortemente as exportações de petróleo do país, que antes giravam em torno de 1,3 milhão de barris por dia, e provocaram um rali nos preços da commodity (matéria-prima).


A continuação da violência no Bahrein, que é vizinho da Arábia Saudita, também tem levantado preocupações com a oferta global de petróleo. Além disso, uma nova onda de protestos irrompeu no Iêmen e mais manifestações estão previstas na Argélia durante o fim de semana.


A decisão da China de elevar a taxa do compulsório dos bancos foi outro fator que contribuiu para conter o avanço do petróleo, já que levanta receios de que uma desaceleração da economia chinesa possa reduzir a demanda pela commodity no país que mais consome energia no mundo.


Os preços do ouro também recuaram das cotações máximas registradas hoje, após o anúncio do cessar-fogo, na medida que a demanda pelo ativo considerado porto seguro geralmente diminui quando crises dão sinais de estabilização. Os contratos de cobre, enquanto isso, se dividiram entre a melhora no sentimento com relação à crise na Líbia e o aperto monetário e a pressão do aumento dos estoques.


Às 10h50 (horário de Brasília), o contrato futuro do petróleo tipo Brent com vencimento em maio caía 0,70% na ICE de Londres, para US$ 114,09 o barril, enquanto o petróleo WTI com vencimento em abril recuava 0,50% na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), para US$ 100,91 o barril. Na Comex, divisão de metais da Nymex, o ouro à vista subia 0,44%, a US$ 1.417,46 por onça-troy, depois de atingir a máxima de US$ 1.424,16 por onça-troy durante o dia. Já o contrato futuro de cobre com vencimento em maio subia 0,24%, para US$ 4,3545 por libra-peso.


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar