acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Segurança no Trabalho

Petroleira inicia hoje a 18ª edição da Sipat na Bacia de Campos

17/09/2007 | 00h00
A expectativa é que oito a dez mil integrantes da força de trabalho da Petrobras visitem o local ao longo dos cinco dias de atividades. O evento, que acontece anualmente, envolve os funcionários das unidades da Petrobras na Bacia de Campos numa grande gincana, na qual são abordados temas relevantes da área de SMS.

Para participar, os funcionários são estimulados a formar equipes, escolher um assunto dentro da temática principal e, a partir daí, criar um estande para visitação, uma paródia musical e um esquete teatral que são avaliados poe uma comissão julgadora. No fim do evento são premiadas as equipes com melhor desempenho em cada modalidade e no conjunto de atividades.

Neste ano foram inscritas 29 equipes, totalizando cerca de 300 participantes diretos. Haverá ainda três estandes voltados para a Semana Integrada de SMS, nos quais serão apresentados alguns projetos de licenciamento e educação ambiental e projetos de saúde, entre outras atividades interativas com o público. O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) também estará presente ao evento, com um estande próprio.

A 18ª edição da Sipat e da Semana Integrada de SMS da Petrobras na Bacia de Campos acontecerá diariamente de 8h às 17h30, na base Parque de Tubos, e está aberta para os profissionais da força de trabalho da Petrobras.

Sobre o tema

A percepção de risco é um dos fatores considerados pela gestão de SMS para avaliar a capacidade do profissional de identificar a freqüência na qual está exposto a situações ou condições de trabalho que possam causar dano e, sobretudo, de reconhecer os riscos que determinada tarefa oferece, não só na sua atividade imediata, mas também em todo o contexto do trabalho. Tendo conhecimento e consciência dos riscos que corre ao realizar suas atividades -individual e coletivamente-, os trabalhadores podem evitar a ocorrência de comportamentos inseguros, minimizando a probabilidade de acidentes não só consigo, mas também entre seus colegas de trabalho.

“Temos trabalhado incansavelmente com a força de trabalho o tema Percepção de Risco – foco no cuidado com o outro, que foi escolhido para que a nossa Sipat estivesse alinhada à campanha corporativa de segurança da Petrobras, que neste ano abordou esse assunto”, explica a presidente da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) da Unidade de Negócio da Bacia de Campos, da gerência de Telecomunicações e da gerência de Tecnologia da Informação da Petrobras, Nádia Mussi.


Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar