acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Exploração & Produção

Petroleira americana descobre óleo no pré-sal da Bacia de Campos

01/10/2008 | 10h10

A petroleira americana Anadarko anunciou ontem a descoberta de óleo na região do pré-sal brasileiro, na região de Wahoo, na Bacia de Campos. O poço 1-APL-1-ESS fica no bloco BM-C-30, em que a empresa é operadora e tem participação de 30%, em consórcio com a Devon (25%), a EnCana Brasil (25%), e a SK do Brazil (20%).

 

De acordo com o comunicado divulgado pela empresa, o poço está localizado em lâmina d'água de 1.417 metros e a cerca de 40 quilômetros a sudeste do Campo de Jubarte, onde recentemente a Petrobras realizou a primeira extração de óleo do pré-sal brasileiro. Ainda de acordo com a empresa, baseados em dados geológicos os resultados preliminares obtidos em Wahoo indicam características similares ao poço 1-ESS-103A, em Jubarte.

 

"Ainda é cedo no processo e nós planejamos continuar perfurando até alcançarmos o objetivo de uma profundidade total de 6.096 metros. Os resultados positivos até o momento nos encorajam e validam nossa decisão de realocar a sonda Deepwater Millennium, da Transocean, no Brasil, para executar nosso programa de exploração no pré-sal, que inclui pelo menos quatro poços adicionais em águas profundas nas bacias de Campos e Espírito Santo até o meado do ano que vem", assegura, na nota, o vice-presidente mundial de exploração da Anadarko, Bob Daniels.

 

Atualmente, a perfuração em Wahoo atinge 5.608 metros de profundidade. Depois do trabalho nesse local, a Anadarko vai transferir a Deepwater Millennium para o prospecto de Serpa, no bloco BM-ES-24, na Bacia do Espírito Santo, onde a empresa tem 30% de participação. Além do BM-ES-24, onde a petroleira americana tem Petrobras e EnCana como companheiras de exploração, a empresa possui, ainda na região, sociedade com a estatal brasileira no bloco BM-ES-25. Na Bacia de Campos, além do BM-C-30, a companhia detém sozinha a concessão do BM-C-29 e é sócia da SK e da Devon no BM-C-32.



Fonte: Assessoria Anadarko
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar