acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Petrobras volta a queimar gás natural

20/05/2005 | 00h00

A Petrobras voltou a queimar gás natural em grande escala na bacia de Campos, como resultado do aumento da produção de petróleo nos últimos meses. Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP) no mês de março a estatal queimou o equivalente a 7,576 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, o que representou aumento de 58% em relação à média diária de fevereiro e de 127% em relação ao registrado em março de 2004.
O petróleo descoberto pela Petrobras na bacia de Campos está associado ao gás natural e quando há aumento na extração do óleo há aumento proporcional da extração dos gás natural. Isso porque a empresa ainda não instalou infra-estrutura para aproveitamento do gás natural. Com isso, a saída urgente é a queima do combustível ou a reinjeção do gás até que se consiga aproveitar o insumo.
No período de 2003 a 2004 a Petrobras fez pesados investimentos para aproveitamento do gás que já era explorado na região para reduzir o desperdício. Com isso, a queima do gás registrou queda contínua nesse período. Em dezembro de 2004, por exemplo, pelos dados da ANP, a queima atingia o equivalente a 8,5 milhões de metros cúbicos diários. Esse volume foi sendo reduzido gradualmente até atingir 3,34 milhões de metros cúbicos em março de 2004. Desde então, porém, o desperdício cresceu, atingindo 5,237 milhões de metros cúbicos em dezembro passado, 4,267 milhões em janeiro, 5,055 milhões em fevereiro e os 7,576 milhões em março.
A outra opção da Petrobras é reinjetar o gás natural extraído no processo. Pelos dados da ANP houve queda expressiva nessa operação no início do ano. Em dezembro e janeiro, por exemplo, a empresa reinjetava um total de 10 milhões de metros cúbicos de gás natural, caindo para 9,6 milhões em fevereiro e 6,98 milhões de metros cúbicos em março. Devido à solução de queimar e reinjetar o gás natural, o gás efetivamente disponível no País tem se mantido em ritmo relativamente constante. Em março, por exemplo, esse volume atingiu 27,093 milhões de metros cúbicos o que equivale a um aumento de 0,54% em relação a fevereiro e a 0,44% em relação a março de 2004.
Como a produção total do País atingiu 47,4 milhões de metros cúbicos, a participação relativa ficou em torno de 57% do total. Ou seja, apenas metade do gás natural extraído se transforma se destina para atender ao mercado consumidor. Outros 5,823 milhões de metros cúbicos são consumidos pela Petrobras nas atividades próprias de extração de petróleo.



Fonte: Tribuna do Norte
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar