acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Petrobras vai renovar programa bilionário de seguros com grupo Itaú

15/10/2013 | 16h31

 

A Petrobras vai renovar o seu bilionário programa de seguros com a seguradora do Itaú por mais um ano e meio.
A companhia possui apólices com valor segurado de US$ 128,84 bilhões que cobrem riscos operacionais (para proteger as operações industriais), riscos de petróleo (para as atividades de exploração e produção), responsabilidade civil geral (para danos causados a terceiros decorrentes de operações), riscos de transporte (para a proteção das cargas transportadas), e a responsabilidade civil aeronáutica e o abastecimento de aeronaves (para danos causados a terceiros durante o abastecimento de aeronaves).
Por essas coberturas, contratadas em 2012, a companhia pagou US$ 106,6 milhões. O Itaú é o líder do programa de seguros, que também tem participação das seguradoras do Bradesco e da Mapfre.
Procurada, a Petrobras informou por meio de nota que iniciou negociações em junho com a Itaú Seguros para atualizar as informações dos riscos e ativos protegidos pelas apólices.
“Foram apresentados pela Petrobras os investimentos em segurança de processos e proteção de ativos, assim como os planos de mitigação dos riscos e a melhora geral das condições operacionais da empresa no onshore e no offshore”, disse a companhia.
Como consequência, segundo a Petrobras, a seguradora do Itaú apresentou condições mais vantajosas para a companhia. O assunto foi avaliado pela diretoria da empresa de petróleo, que aprovou a prorrogação das apólices pelo período de 18 meses.

A Petrobras vai renovar o seu bilionário programa de seguros com a seguradora do Itaú por mais um ano e meio.

A companhia possui apólices com valor segurado de US$ 128,84 bilhões que cobrem riscos operacionais (para proteger as operações industriais), riscos de petróleo (para as atividades de exploração e produção), responsabilidade civil geral (para danos causados a terceiros decorrentes de operações), riscos de transporte (para a proteção das cargas transportadas), e a responsabilidade civil aeronáutica e o abastecimento de aeronaves (para danos causados a terceiros durante o abastecimento de aeronaves).

Por essas coberturas, contratadas em 2012, a companhia pagou US$ 106,6 milhões. O Itaú é o líder do programa de seguros, que também tem participação das seguradoras do Bradesco e da Mapfre.

Procurada, a Petrobras informou por meio de nota que iniciou negociações em junho com a Itaú Seguros para atualizar as informações dos riscos e ativos protegidos pelas apólices.

“Foram apresentados pela Petrobras os investimentos em segurança de processos e proteção de ativos, assim como os planos de mitigação dos riscos e a melhora geral das condições operacionais da empresa no onshore e no offshore”, disse a companhia.

Como consequência, segundo a Petrobras, a seguradora do Itaú apresentou condições mais vantajosas para a companhia. O assunto foi avaliado pela diretoria da empresa de petróleo, que aprovou a prorrogação das apólices pelo período de 18 meses.

 



Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar