acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-Sal

Petrobras vai fazer testes em 11 poços de Angola

22/09/2008 | 04h41

Apesar da provável revisão do plano de expansão internacional, a Petrobrás continua atuando com força total no continente africano, de olho no potencial ainda desconhecido do pré-sal do outro lado do Atlântico.

 

Os testes sísmicos na costa de Angola começam em 2009, com 11 poços, e revelarão se existe reservatório tão valioso e com as características do brasileiro.

 

"É possível que a gente descubra petróleo lá também e, a partir das análises sísmicas, podemos saber se vale a pena explorar o pré-sal africano", diz o gerente-executivo da Área Internacional da Petrobrás, Samir Awad. Os geólogos lembram que os continentes africano e americano se separaram há 230 milhões de anos e, dos dois lados, se criou uma camada de sal cobrindo depósitos de matéria orgânica.

 

Mas não há garantias de que a quantidade de petróleo existente na costa africana seja significativa e tenha a mesma qualidade. "Semelhanças geológicas podem não gerar grandes resultados", explica Awad. Na Nigéria, por exemplo, o petróleo é retirado geralmente abaixo do leito do Rio Níger, até mesmo em áreas do delta que invadem o território de outros países, onde a qualidade é menor.

 

No Brasil, a camada de pré-sal é descontínua, com espessuras de 500 a 2 mil metros. Muitos blocos já licitados na Bacia de Santos podem fazer parte de um único reservatório, mas os técnicos avaliam como altamente improvável que se trate de um único reservatório entre os Estados do Espírito Santo e São Paulo.



Fonte: Estadão - SP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar