acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Canteiro de São Roque

Petrobras vai construir duas novas plataformas de perfuração na Bahia

13/09/2007 | 00h00
Segundo Rivas, até o dia 10 de outubro serão conhecidas as propostas encaminhadas pelas empresas interessadas nos empreendimentos. A construção das plataformas será realizada no Canteiro de São Roque do Paraguaçu, no município de Maragojipe, a 100 quilômetros de Salvador, e devem gerar três mil empregos diretos.





De acordo com a Petrobras, o canteiro de São Roque voltou a ser um centro de referência para a indústria nacional de petróleo e várias ações vêm sendo realizadas para promover o desenvolvimento sustentável da região. Com 400 mil metros quadrados de área industrial e infra-estrutura que oferece uma série de vantagens para empreendimentos de grande porte, o canteiro voltou a ser utilizado em grandes obras, como a plataforma PRA-1, para a Bacia de Campos (RJ), e a plataforma do Campo de Manati, instalada em Cairu (BA).





"A construção das duas plataformas de perfuração em São Roque, para operar em águas rasas, ocorre no momento de retomada da plena atividade de exploração de petróleo na Bahia. Existem inclusive grandes possibilidades de descobertas no mar", diz Rivas. Segundo ele, a produção baiana de petróleo vinha declinando nos últimos anos, mas graças à determinação da direção da empresa foram feitos investimentos necessários para manter os atuais 50 mil barris/dia.





"Se não fizéssemos esses investimentos, a perspectiva para a produção baiana seria reduzida para 25 mil barris/dia. Com os investimentos feitos, sobretudo nos campos maduros, a expectativa que temos para 2011 é de que estaremos produzindo 62 mil barris/dia", avalia. Rivas apresentou os números sobre investimentos da empresa nos últimos anos no Estado.


Em 2000, por exemplo, o orçamento anual para exploração e produção na Bahia era de R$607 milhões; em 2007, a unidade baiana foi contemplada com R$2 bilhões e 434 milhões, o que tem possibilitado a intensificação dos trabalhos nas bacias marítimas e terrestres. Em 2008 serão perfurados na Bahia entre 160 e 180 poços de petróleo, o que, segundo Rivas, será bastante positivo para a geração de novos empregos no Estado.





"Nos próximos 10 meses virão para a Bahia 14 novas sondas de operação e perfuração, o que vai gerar 700 novos empregos", assegura.










Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar