acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Petrobras vai avaliar o potencial petroleiro de São Tomé e Príncipe

28/07/2004 | 00h00

A Petrobras vai enviar, no dia 10 de setembro, a primeira missão a São Tomé e Príncipe - formada por um pequeno conjunto de ilhas africanas no golfo da Guiné - para analisar qual é o potencial petrolífero da zona econômica exclusiva daquele país. Além dessa área, São Tomé possui um território de reserva comum com a Nigéria, também inexplorado, mas já em fase de licitação. "Faremos um levantamento de possibilidades. Para estudar o potencial petrolífero é preciso fazer novos levantamentos, e isso será feito com a participação da Petrobras", disse o diretor de Exploração da estatal, Guilherme Estrella.
O acordo para o envio da missão foi firmado durante a 5ª Conferência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), realizada em São Tomé. Por enquanto, é a única medida concreta em relação a uma possível aproximação do Brasil com o país africano para exploração futura de petróleo. Em outra ponta, a Petrobras pretende ainda auxiliar São Tomé na formação de profissionais qualificados à exploração de petróleo em águas profundas. "A missão é um braço comercial, entra numa negociação. Não podemos prever ainda o que vai acontecer", disse Estrella, acrescentando que um levantamento petrolífero pode levar mais de dois anos. O fato de o Brasil ser um parceiro preponderante na fase de mapeamentos pode favorecer acordos comerciais futuros.
O governo de São Tomé já licitou um dos oito blocos de exploração de petróleo na área comum com a Nigéria. O governo brasileiro não participou da primeira licitação e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou publicamente o desinteresse da Petrobras.



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar