acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Evento

Petrobras reúne especialistas internacionais em seminário sobre seqüestro de carbono

23/10/2006 | 00h00

Tem início amanhã (terça, 24 de outubro), às 17h30, na sede da Petrobras (Avenida Chile, 65, 24º andar – Centro do Rio), o Seminário Internacional sobre Seqüestro de Carbono e Mudanças Climáticas.

Durante quatro dias (o Seminário termina na sexta, 27), 36 palestrantes do Brasil e do exterior para debater a capacitação das empresas e da comunidade científica brasileira em tecnologias de captura e armazenamento de CO2 e a utilização do seqüestro de carbono como alternativa para minimizar os efeitos das emissões atmosféricas.

O evento é organizado pelo Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras (Cenpes) e pela Universidade Petrobras. O público-alvo do Seminário é formado por representantes de empresas do setor de petróleo e gás, pesquisadores de instituições científicas, membros de governos e ongs.

A solenidade de abertura contará com a participação do diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella. Na ocasião será anunciado o lançamento do Centro de Excelência Ambiental da Petrobras na Amazônia (Ceap Amazônia). O projeto consiste no estabelecimento de uma rede de recursos físicos, humanos, tecnológicos, financeiros, de conhecimentos e de informação, da Petrobras e da sociedade, para a atuação integrada na busca da introdução de inovações tecnológicas e empresariais na região.

A programação do evento está disponível no site www.noticiaspetrobras.com.br.

O conceito de seqüestro de carbono foi consagrado pela Conferência de Kyoto, em 1997, com a finalidade de conter e reverter o acúmulo de CO2 na atmosfera, visando a diminuição do efeito estufa através da captura e estocagem segura de gás carbônico (CO2) e evitando assim a sua emissão e permanência na atmosfera terrestre.

Esta prática é uma opção que permitiria o mundo continuar a usar combustíveis fósseis, até que novas fontes de energia não fósseis passem a ser utilizadas. Dentre as ações que contribuem para a redução da concentração do CO2 na atmosfera estão a conservação de estoques de carbono nos solos, florestas e outros tipos de vegetação, a preservação de florestas nativas, a implantação de florestas e sistemas agroflorestais e a recuperação de áreas degradadas.



Fonte: Da Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar