acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio de Janeiro

Petrobras recebe licença de instalação do terminal de gás natural

23/11/2007 | 00h00
A diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Foster; o secretário estadual de Ambiente, Carlos Minc, e o presidente da Feema, Axel Grael, estarão presentes ao ato. O terminal de GNL na Baía de Guanabara terá capacidade para receber 20 milhões de metros cúbicos de gás natural e deverá estar concluído em maio de 2008.

Em agosto, o gerente de implantação do terminal de GNL na Baía de Guanabara, Renato Nazareth, anunciou que o primeiro navio regaseificador VT2 da Golar LNG afretado pela Petrobras deve chegar ao país em abril de 2008. Segundo Nazareth, o navio "Golar Spirit" terá capacidade máxima de vaporização de 7 milhões de metros cúbicos/dia no modo "losed-loop" e capacidade de armazenagem do tanque de 129 mil metros cúbicos de GNL. Já o navio "VT1 Golar Winter", também afretado pela estatal, deve ser entregue em maio de 2009, sendo capaz de regaseificar até 14 milhões de metros cúbicos por dia.

A Petrobras já confirmou dois terminais de GNL no Brasil, um no Rio de Janeiro e outro no Ceará. Sobre o terceiro terminal, a empresa afirma apenas que o projeto está em estudo. Um terminal de regaseificação serve para receber gás natural na forma líquida, que geralmente é importado através de navios, converte o combustível para o forma gasosa, colocando o gás no sistema de distribuição. O terminal fixo é uma construção em terra enquanto o terminal móvel é um navio adaptado para a conversão.

Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar