acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Expansão

Petrobras quer ampliar rede de fornecedores no sul do país

23/02/2011 | 15h28
O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, reuniu-se com representantes de entidades empresariais na última terça-feira (22), em Porto Alegre, com o objetivo de redobrar os esforços para expandir e qualificação da cadeia de fornecedores da companhia petrolífera em toda a região sul do país.


Segundo a estatal, nos próximos meses, Gabrielli deverá ter encontros com entidades empresariais de Santa Catarina e Paraná. “Encontrar novos fornecedores é um problema evidente em todo o país. O setor ficou estagnado por algum tempo e agora voltou a crescer em uma velocidade até difícil de acompanhar”, comentou Gabrielli, durante um encontro com jornalistas no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho.


Gabrielli acredita que é possível ampliar a participação da região sul na cadeia de fornecimento da Petrobras. Atualmente, o Rio Grande do Sul, por exemplo, responde por apenas 2% das vendas de insumos e equipamentos para as indústrias naval, de petróleo, e gás e naval. O governo gaúcho acredita que é possível expandir essa fatia para 10% do total nos próximos quatro anos. Recentemente, o governador Tarso Genro enviou à Assembleia um projeto de lei que visa incentivar indústrias locais da cadeia do petróleo.


Crise no Oriente Médio


Durante o encontro, Gabrielli fez comentários breves sobre a crise no Oriente Médio. Ele afirma que o governo brasileiro vai manter a políticas de preços dos combustíveis dos últimos oito anos, independentemente do que ocorrer no mercado internacional. “Há ainda muita instabilidade para se dizer que os preços internacionais vão aumentar ou baixar. Vamos aguardar por uma maior estabilidade para tomar uma decisão”, anunciou.


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar