acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Petrobras: investimentos crescentes

20/08/2013 | 09h50
Petrobras: investimentos crescentes
Graça Foster e o presidente da Fiern, Amaro Sales. Agência ... Graça Foster e o presidente da Fiern, Amaro Sales. Agência ...

 

A presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou na segunda-feira (19), em Natal, Rio Grande do Norte, que os investimentos da companhia têm sido crescentes em todo país. "No ano 2000, nós investimos US$ 4,2 bilhões, e no ano de 2013, temos programado US$ 48,9 bilhões. Em 13 anos, multiplicamos doze vezes o valor dos investimentos”, afirmou ao participar de evento.
Foster falou ainda das unidades da Petrobras no estado - Unidade de Operações de Exploração e Produção (UO-RNCE), Refinaria Potiguar Clara Camarão (RPCC), Centro de Tecnologia do Gás e Energias Renováveis (CTGás-ER), térmicas, parques eólicos e a Companhia Potigás -, demonstrando a diversidade das atividades da empresa na região.
Os investimentos realizados pela Petrobras para o aumento da eficiência na exploração e produção no Rio Grande do Norte também foram destacados pela presidente. Na média, são investidos US$ 1,8 bilhão de dólares, por ano, para manutenção e aumento da produção dos campos maduros.
Pesquisa & Desenvolvimento
Os investimentos da Petrobras em pesquisa e desenvolvimento também foram expostos pela presidente como essenciais para o desenvolvimento de suas atividades produtivas. “De 2004 até a presente data, o investimento em P&D cresceu em 7 vezes. Se somarmos de 2004 a 2012, os recursos investidos em pesquisa em novos ativos foi US$ 251 bilhões; no Centro de Pesquisa da Petrobras, US$ 7,5 bilhões; e US$ 2 bilhões em universidades brasileiras”. Neste último segmento, a presidente destacou a atuação e parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. “A UFRN é uma grande referência para a indústria de petróleo e gás”.
Programa Social
Na área de Responsabilidade Social, a executiva falou sobre o programa de construção de 20 mil cisternas, nos estados do Nordeste atingidos pela seca. "Nós queremos construir estas cisternas em 10 meses. Um trabalho que nos dá imensa alegria. O Rio Grande do Norte é o segundo estado com maior número de cisternas em construção, serão 3.263", afirmou. No total, serão investidos R$ 200 milhões no projeto.
A presidente destacou ainda a participação da Petrobras no desenvolvimento econômico e social do Brasil, com investimentos importantes em programas como o Prominp, no incentivo ao conteúdo nacional em seus empreendimentos, e na participação no Programa de Aceleração do Crescimento. "No PAC 2, a Petrobras investiu R$ 74,5 bilhões do montante de R$ 99,3 bilhões alocados em 2012, na área de energia, que promove um grande movimento nacional para o desenvolvimento do país, e para geração de renda e emprego", concluiu.

A presidente da Petrobras, Graça Foster, afirmou na segunda-feira (19), em Natal, Rio Grande do Norte, que os investimentos da companhia têm sido crescentes em todo país. "No ano 2000, nós investimos US$ 4,2 bilhões, e no ano de 2013, temos programado US$ 48,9 bilhões. Em 13 anos, multiplicamos doze vezes o valor dos investimentos”, afirmou ao participar de evento.


Foster falou ainda das unidades da Petrobras no estado - Unidade de Operações de Exploração e Produção (UO-RNCE), Refinaria Potiguar Clara Camarão (RPCC), Centro de Tecnologia do Gás e Energias Renováveis (CTGás-ER), térmicas, parques eólicos e a Companhia Potigás -, demonstrando a diversidade das atividades da empresa na região.


Os investimentos realizados pela Petrobras para o aumento da eficiência na exploração e produção no Rio Grande do Norte também foram destacados pela presidente. Na média, são investidos US$ 1,8 bilhão de dólares, por ano, para manutenção e aumento da produção dos campos maduros.



Pesquisa & Desenvolvimento


Os investimentos da Petrobras em pesquisa e desenvolvimento também foram expostos pela presidente como essenciais para o desenvolvimento de suas atividades produtivas. “De 2004 até a presente data, o investimento em P&D cresceu em 7 vezes. Se somarmos de 2004 a 2012, os recursos investidos em pesquisa em novos ativos foi US$ 251 bilhões; no Centro de Pesquisa da Petrobras, US$ 7,5 bilhões; e US$ 2 bilhões em universidades brasileiras”. Neste último segmento, a presidente destacou a atuação e parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. “A UFRN é uma grande referência para a indústria de petróleo e gás”.



Programa Social


Na área de Responsabilidade Social, a executiva falou sobre o programa de construção de 20 mil cisternas, nos estados do Nordeste atingidos pela seca. "Nós queremos construir estas cisternas em 10 meses. Um trabalho que nos dá imensa alegria. O Rio Grande do Norte é o segundo estado com maior número de cisternas em construção, serão 3.263", afirmou. No total, serão investidos R$ 200 milhões no projeto.


A presidente destacou ainda a participação da Petrobras no desenvolvimento econômico e social do Brasil, com investimentos importantes em programas como o Prominp, no incentivo ao conteúdo nacional em seus empreendimentos, e na participação no Programa de Aceleração do Crescimento. "No PAC 2, a Petrobras investiu R$ 74,5 bilhões do montante de R$ 99,3 bilhões alocados em 2012, na área de energia, que promove um grande movimento nacional para o desenvolvimento do país, e para geração de renda e emprego", concluiu.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar