acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Golfo do Mexico

Petrobras inicia produção no campo de Chinook

14/09/2012 | 09h43
Petrobras inicia produção no campo de Chinook
FPSO BW Pioneer. Agência Petrobras FPSO BW Pioneer. Agência Petrobras

 

A Petrobras comunicou nesta sexta-feira (14) que no dia 6 de setembro iniciou a produção do campo de Chinook no Golfo do Mexico americano, interligado ao FPSO (navio-plataforma flutuante de produção, com capacidade de estocagem e escoamento) BW Pioneer.
O poço produtor Chinook 4 foi perfurado e completado em reservatórios de idades geológicas do Terciário Inferior, promissora fronteira exploratória marítima do Golfo do México, a uma profundidade de cerca de 8 mil metros.
Este FPSO, ancorado a aproximadamente 250 quilômetros da costa do estado da Louisiana, em profundidade de água de 2.500 metros, também está conectado ao campo de Cascade cuja produção foi iniciada em fevereiro de 2012.
Esse é o primeiro FPSO a produzir petróleo e gás no setor americano do Golfo do México. O navio-plataforma tem capacidade de processar 80 mil barris de petróleo e 500 mil metros cúbicos de gás por dia. A estatal é a primeira companhia a desenvolver um campo de petróleo na região utilizando um FPSO, tecnologia já aplicada sistematicamente com sucesso no Brasil.
A Petrobras detém 66.67% do campo de Chinook, em parceria com a empresa Total Exploration Production USA, Inc., que detém os demais 33.33%.

A Petrobras comunicou nesta sexta-feira (14) que no dia 6 de setembro iniciou a produção do campo de Chinook no Golfo do Mexico americano, interligado ao FPSO (navio-plataforma flutuante de produção, com capacidade de estocagem e escoamento) BW Pioneer.


O poço produtor Chinook 4 foi perfurado e completado em reservatórios de idades geológicas do Terciário Inferior, promissora fronteira exploratória marítima do Golfo do México, a uma profundidade de cerca de 8 mil metros.


Este FPSO, ancorado a aproximadamente 250 quilômetros da costa do estado da Louisiana, em profundidade de água de 2.500 metros, também está conectado ao campo de Cascade cuja produção foi iniciada em fevereiro de 2012.


Esse é o primeiro FPSO a produzir petróleo e gás no setor americano do Golfo do México. O navio-plataforma tem capacidade de processar 80 mil barris de petróleo e 500 mil metros cúbicos de gás por dia. A estatal é a primeira companhia a desenvolver um campo de petróleo na região utilizando um FPSO, tecnologia já aplicada sistematicamente com sucesso no Brasil.


A Petrobras detém 66.67% do campo de Chinook, em parceria com a empresa Total Exploration Production USA, Inc., que detém os demais 33.33%.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar