acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
América do Sul

Petrobras espera decisão do Ministério de Energia da Venezuela para assinar contrato de E&P

15/12/2005 | 00h00

A Petrobras não recebeu uma data por parte do Ministério de Energia e Petróleo da Venezuela para assinar um contrato por uma nova licença de exploração e produção (E&P) que conquistou em novembro, disse a BNamericas o gerente da Petrobras na Venezuela, Gerson Faria Fernandes.

Um consórcio formado pela Petrobras e a energética japonesa Teikoku adquiriu a concessão do bloco offshore de gás natural Moruy 2, situado no oeste da Venezuela, como parte da segunda etapa da licitação Rafael Urdaneta. As empresas pagaram US$ 19.500 milhões pela licença.    

Segundo Fernandes, o contrato será assinado quando o governo estiver pronto.

A suposição era de que a licença de 30 anos seria assinada formalmente no dia 30 de novembro junto com outras duas concessões para a Vinccler Oil & Gas (bloco Castillete Noreste 2) e para um consórcio formado pela italiana Eni e a espanhola Repsol YPF (bloco Cardón 4) durante uma cerimônia oficial em Paranaguá, estado de Falcól, mas o Ministério de Energia e Petróleo adiou a assinatura indefinidamente.

Apesar o atraso, Fernandes afirma que sua empresa se mostra otimista e espera expandir-se na Venezuela no futuro.



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar