acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Litoral capixaba

Petrobras encontra duas reservas de petróleo

26/09/2007 | 00h00

A busca por petróleo abaixo da camada de sal no litoral capixaba rendeu duas descobertas à Petrobras. A informação foi confirmada pelo gerente executivo de exploração e produção da companhia, Francisco Nepomuceno, que acrescentou que a empresa está estudando a melhor maneira de extrair as reservas, que ficam abaixo da província petrolífera do Parque das Baleias. As duas descobertas estão a quase 5 mil metros de profundidade e têm óleo de boa qualidade.

A primeira jazida abaixo do sal na região foi encontrada em março, abaixo do campo de Caxaréu, descoberto no ano passado, a 4,8 mil metros de profundidade. Segundo comunicado distribuído à época, o reservatório tem cerca de 570 milhões de barris de petróleo. Desse total, a empresa poderia recuperar 150 milhões de barris.

A segunda foi atingida em junho, a 4,7 mil metros, abaixo do campo de Pirambu. Para este, não houve estimativa de reservas. A Petrobras ainda precisa de pesquisas para delimitar melhor os dois reservatórios. Ele disse que os projetos devem ter desenvolvimento mais rápido do que as descobertas abaixo do sal em Santos, uma vez que foram encontrados em uma área onde já há produção de petróleo.

O Parque das Baleias foi encontrado em 2003, no bloco exploratório BC-60, a partir da descoberta dos campos de Jubarte e Cachalote. Trata-se da maior província petrolífera descoberta no país nos últimos anos, com reservas acima de 2,5 bilhões de barris. Nos anos seguintes, a estatal encontrou os campos de Baleia Azul, Baleia Franca e Baleia Anã. No ano passado, atingiu as jazidas de Caxaréu e Pirambu.

No início deste ano, a companhia decidiu apostar na busca de reservatórios abaixo do sal na região, estratégia que vem dando resultados em águas ultra-profundas da Bacia de Santos. As duas jazidas encontradas mudam as perspectivas para o Parque das Baleias, uma vez que têm óleo mais leve do que o descoberto acima do sal. O óleo abaixo de Pirambu, tem 29º API (medida internacional de qualidade do petróleo). O de Jubarte, único campo ainda em produção no complexo, tem 17º API.

Quanto mais perto dos 50º, melhor o óleo. A diferença entre as reservas da região traz uma dificuldade, pois os equipamentos precisam ser ajustados para cada tipo de óleo.

A empresa estuda a encomenda de um navio-plataforma para extrair o petróleo de Caxaréu. Área onde já há produção - Jubarte produz cerca de 45 mil barris por dia -, as reservas abaixo do sal devem ser desenvolvidas mais rápido do que o a Bacia de Santos, que ainda tem o status de fronteira exploratória.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar