acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Finanças

Petrobras e Vale lideram ganhos entre os fundos

26/01/2006 | 00h00

Quem trocou parte do FGTS por ações dessas empresas ganhou até dez vezes mais no ano passado. Quem investiu, há alguns anos, parte do seu FGTS em fundos de ações da Petrobras e da Vale do Rio Doce só tem motivos para comemorar. Segundo o ranking elaborado pelo InvestNews, serviço eletrônico da Gazeta Mercantil, foram os dois que mais renderam em 2005, com 55,3% e 29,3%. Desde que foram criados, em agosto de 2000, os fundos Petrobras valorizaram 457%; e os da Vale, criados em março de 2002, renderam 496%. O rendimento do FGTS nesse período ficou em 38,5% e 25,7% (em 2005 o retorno não passou de 5,9%).

Juntos, os fundos Vale e Petrobras tinham em dezembro patrimônio de R$ 8,5 bilhões - pouco em comparação aos R$ 700 bilhões do setor, mas bastante em se tratando de fundos de ações, categoria que não chega a 10% do total. Ambos abrigam recursos de cerca de um milhão de assalariados.

Em terceiro lugar no ranking aparecem os fundos de ações (abertos), com rendimento de 23,7% em 2005 e patrimônio de R$ 14 bilhões; em quarto aparecem os que também aplicaram recursos do FGTS, mas em ações de livre escolha dos gestores, que renderam 23%. Os fundos multimercados, que aplicam em ativos de renda fixa e variável, ganharam entre 15% e 17%, dependendo do tipo e do risco que aceitaram correr. A alta dos juros até maio de 2005 ajudou até os mais conservadores a embolsar bons ganhos: os fundos de renda fixa valorizaram 16%.



Fonte: Gazeta Mercantil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar