acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo e Gás

Petrobras e UFF inauguram Laboratório de Geoquímica Orgânica

27/09/2012 | 13h04

 

A Petrobras e a Universidade Federal Fluminense (UFF) inauguram na manhã desta quinta-feira (27) o Laboratório de Geoquímica Orgânica (Lageor), destinado ao estudo e à quantificação de hidrocarbonetos (petróleo e gás) em amostras de sedimentos superficiais. O empreendimento conta com duas divisões: Preparação de Amostras - responsável pela secagem, pulverização e extração de componentes orgânicos do material coletado - e Instrumental - que realizará análises dos extratos orgânicos e quantificação dos hidrocarbonetos presentes -, infraestruturas destinadas ao estudo e à quantificação de petróleo e gás em amostras de sedimentos superficiais.
Nestes laboratórios serão empregadas técnicas capazes de discriminar e quantificar os hidrocarbonetos em sedimentos superficiais coletados em piston cores (amostradores de fundo), que consiste na detecção de exsudações de hidrocarbonetos em testemunho de sedimentos do fundo marinho. Também serão usadas amostras coletadas em bacias terrestres. Em ambos os casos, o objetivo é contribuir para a caracterização de sistemas petrolíferos, visando o uso destas informações no processo exploratório. O Lageor foi concebido como local para análises em nível de traço (baixíssima concentração) e em condições de efetuar estudos consistentes referentes a esse tipo de amostragem.
Com reconhecida expertise em Geoquímica Ambiental, a UFF estará incrementando significativamente sua capacidade de realizar análises geoquímicas de alto grau de precisão. Este tipo de análise contribui para o maior conhecimento de bacias sedimentares brasileiras e possibilita a avaliação de novas áreas exploratórias com maior riqueza de informações, reduzindo consequentemente, o risco exploratório. As análises geoquímicas, somadas à aquisição sísmica e ao conhecimento geológico acumulado pela Petrobras, aumentam a probabilidade de identificação de novas acumulações petrolíferas, reduzindo prazos e custos, em consonância com as diretrizes do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras (PNG 2012-2016).
O novo laboratório permitirá aumentar o treinamento de mão de obra especializada e irá acelerar a formação de especialistas em geoquímica, por meio de projetos de pesquisa e desenvolvimento nos níveis de graduação, mestrado e doutorado.
O Laboratório de Geoquímica Orgânica integra a Rede Temática de Geoquímica e faz parte da estratégia tecnológica da Petrobras, que prevê parcerias e destinação de recursos às instituições nacionais de pesquisa, reforçando a capacidade tecnológica nacional nos vários segmentos da indústria de petróleo, gás e energia. Os recursos de R$ 1,45 milhões investidos na infraestrutura laboratorial e aquisição de equipamentos fazem parte da obrigação contratual da Petrobras com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A Petrobras e a Universidade Federal Fluminense (UFF) inauguram na manhã desta quinta-feira (27) o Laboratório de Geoquímica Orgânica (Lageor), destinado ao estudo e à quantificação de hidrocarbonetos (petróleo e gás) em amostras de sedimentos superficiais. O empreendimento conta com duas divisões: Preparação de Amostras - responsável pela secagem, pulverização e extração de componentes orgânicos do material coletado - e Instrumental - que realizará análises dos extratos orgânicos e quantificação dos hidrocarbonetos presentes -, infraestruturas destinadas ao estudo e à quantificação de petróleo e gás em amostras de sedimentos superficiais.


Nestes laboratórios serão empregadas técnicas capazes de discriminar e quantificar os hidrocarbonetos em sedimentos superficiais coletados em piston cores (amostradores de fundo), que consiste na detecção de exsudações de hidrocarbonetos em testemunho de sedimentos do fundo marinho. Também serão usadas amostras coletadas em bacias terrestres. Em ambos os casos, o objetivo é contribuir para a caracterização de sistemas petrolíferos, visando o uso destas informações no processo exploratório. O Lageor foi concebido como local para análises em nível de traço (baixíssima concentração) e em condições de efetuar estudos consistentes referentes a esse tipo de amostragem.


Com reconhecida expertise em Geoquímica Ambiental, a UFF estará incrementando significativamente sua capacidade de realizar análises geoquímicas de alto grau de precisão. Este tipo de análise contribui para o maior conhecimento de bacias sedimentares brasileiras e possibilita a avaliação de novas áreas exploratórias com maior riqueza de informações, reduzindo consequentemente, o risco exploratório. As análises geoquímicas, somadas à aquisição sísmica e ao conhecimento geológico acumulado pela Petrobras, aumentam a probabilidade de identificação de novas acumulações petrolíferas, reduzindo prazos e custos, em consonância com as diretrizes do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras (PNG 2012-2016).


O novo laboratório permitirá aumentar o treinamento de mão de obra especializada e irá acelerar a formação de especialistas em geoquímica, por meio de projetos de pesquisa e desenvolvimento nos níveis de graduação, mestrado e doutorado.


O Laboratório de Geoquímica Orgânica integra a Rede Temática de Geoquímica e faz parte da estratégia tecnológica da Petrobras, que prevê parcerias e destinação de recursos às instituições nacionais de pesquisa, reforçando a capacidade tecnológica nacional nos vários segmentos da indústria de petróleo, gás e energia. Os recursos de R$ 1,45 milhões investidos na infraestrutura laboratorial e aquisição de equipamentos fazem parte da obrigação contratual da Petrobras com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar