acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Etanol

Petrobras e Mitsui assinam documento para produção e exportação de álcool

10/04/2006 | 00h00

A Petrobras assinará, nesta segunda-feira (10/04) um Memorando de Entendimentos com a Mitsui & Co. Ltd visando desenvolver, em conjunto, um estudo de viabilidade para a promoção do crescimento da produção e da exportação do etanol e produtos correlatos do Brasil para o mercado internacional. A assinatura ocorrerá durante a programação da visita que os ministros Luiz Fernando Furlan, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e Silas Rondeau, das Minas e Energia, farão ao Japão.

Este memorando vem complementar outro, assinado em maio de 2005, por meio do qual Petrobras, Mitsui e a Companhia Vale do Rio Doce realizam estudos sobre a logística do etanol no Brasil. "Ao assinar este novo memorando, a Petrobras objetiva expandir o escopo desses estudos, incluindo a promoção do crescimento da produção e da logística no Brasil para atender ao mercado global", informa a empresa.

Segundo ressalta a petroleira brasileira, o objetivo que mobiliza a implementação conjunta deste memorando é combinar a experiência e conhecimento sobre o etanol da Petrobras com a experiência da Mitsui no marketing global, visando assegurar ao mercado mundial uma fonte de energia para o futuro, além de contribuir para o combate ao aquecimento global, com a redução da emissão de CO2.

O etanol é considerado um combustível renovável e eficaz para se atingir  aos objetivos estipulados no Tratado de Kyoto: a redução das emissões de gases do efeito estufa. A demanda mundial para o etanol está em ascensão e o Brasil produz 35% do total mundial, além de ser o maior exportador deste produto, com mais de 2 bilhões de litros exportados no ano  passado. Com o objetivo de estudar a questão do suprimento econômico e estável do etanol para o mercado internacional, torna-se importante desenvolver o estudo da promoção do crescimento da produção no Brasil.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar