acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petroquímica

Petrobras e Braskem construirão unidade de polipropileno em Paulínia

22/06/2005 | 00h00

A Petrobras, por meio de sua subsidiária Petrobras Química S.A. (Petroquisa), anunciou nesta quarta-feira (22/06) que construirá em parceria com a Braskem uma unidade de produção e comercialização de polipropileno no município de Paulínia (SP). A nova planta utilizará como matéria-prima o propeno grau polímero a ser fornecido pela Petrobras, e o início da operação está previsto para o final de 2007, com uma produção inicial de 300 mil toneladas anuais.

O investimento no empreendimento está estimado em US$ 240 milhões e terá estrutura de capital composta por cerca de 30% de capital próprio e 70% de terceiros, por meio da contratação de financiamento específico de longo prazo.

A associação será formalizada com a constituição de uma nova sociedade, na qual a Braskem será detentora de 60% e a Petroquisa de 40% do capital votante. A gestão será compartilhada de forma que ambas as acionistas participarão da sua administração.

Em comunicado distribuído à imprensa, a estatal informa que "o projeto alinha-se aos objetivos do Plano Estratégico da Petrobras para o setor petroquímico, que tem como ponto base expandir seletivamente a atuação no mercado brasileiro e no Cone Sul, com ênfase em novos projetos, para atender ao crescimento do mercado brasileiro". A companhia explica ainda que "o objetivo é atender a crescente demanda por polipropileno, com foco na competitividade de custos de produção e na criação de valor para os acionistas".



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar