acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Novas descobertas

Petrobras confirma nova descoberta no campo Tupi

31/08/2007 | 00h00
A Petrobras confirmou que foi encontrado petróleo em um segundo poço de prospeção de seu campo Tupi, ultraprofundo, sob uma camada de sal na Bacia de Santos. A estatal realizou a perfuração no poço do bloco BM-S-11 de maio a julho, segundo informou em comunicado divulgado na quarta-feira à noite. Entretanto, ainda não enviou uma nota ao mercado sobre a relevância da descoberta, porque, primeiramente, precisa concluir os testes para determinar o potencial de produção do poço, acrescentou.

A Petrobras está fazendo "bons progressos" na prospeção de Tupi, mas só divulgará informações sobre a avaliação do bloco depois que o governo realizar um leilão de petróleo e gás, no mês de novembro, disse o analista Emerson Leite do Crédit Suisse, em um relatório de pesquisa na terça-feira passada. No leilão, o governo oferecerá vários blocos nas proximidades do BM-S-11.

A Petrobras disse no comunicado que não poderia confirmar se só anunciará os resultados da segunda perfuração de avaliação depois do leilão de novembro. No entanto, não mencionou quando fará um anúncio formal.

O segundo poço do bloco de prospeção BM-S-11 da Bacia de Santos encontra-se a uma distância de 10 quilômetros de um primeiro poço no qual, em outubro, a companhia anunciara a existência de um "volume significativo" de petróleo API de 30 graus. O campo Tupi está abaixo de 2,140 metros de água, depois de uma camada de sal de 2 mil metros de altura que havia afirmado encontrar-se a mais de 3 mil metros abaixo de areia e rochas.

A Petrobras tem uma participação de 65% no bloco BM-S-11. A empresa britânica BG Group detém mais 25%, e a Petróleos de Portugal, (Petrogal), detém os restantes 10%.

Em março, a Petrobras anunciou outra descoberta de petróleo na camada ultraprofunda de présal, mas esta se encontra da Bacia de Campos, ao largo da costa do Espírito Santo.

Há especulações sobre a possibilidade da existência abaixo da camada de sal de um segundo campo de petróleo com as dimensões da Bacia de Campos. Com uma produção de 1,5 bilhão de barris diários, a Bacia de Campos representa cerca de 84% da produção petrolífera do Brasil. Mas a produção é procedente de camadas acima do sal, como ocorre com toda a atual produção em alto mar.

Executivos da Petrobras declararam recentemente que é cedo para fazer uma estimativa dos volumes de petróleo contidos na camada de présal, nas Bacias de Campos e de Santos.

A Petrobras anunciou a assinatura ontem, no Rio, um memorando de entendimentos com a estatal indiana Bharat Petroleum com o objetivo de realizar estudos técnicos nas áreas de logística e comercialização de etanol e biodiesel para exportação para a India e outros mercados no exterior. Participaram da assinatura o diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa e o diretor executivo da Bharat Petroleum, Sanjay Krishnamurti.

A Bharat tem forte atuação no refino e comercialização de derivados na India e deseja implementar o uso do etanol e desenvolver oportunidades de negócio na comercialização internacional do combustível.

Fonte: Gazeta Mercantil

Fonte: Gazeta Mercantil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar