acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Instituição

Petrobras completa 62 anos com foco em resultados, gestão e governança

05/10/2015 | 09h51
Petrobras completa 62 anos com foco em resultados, gestão e governança
Agência Petrobras_Steferson Faria Agência Petrobras_Steferson Faria

 

Neste sábado (03/10) a Petrobras completa 62 anos. Fundada em 3 de outubro de 1953, a companhia segue batendo recordes operacionais diários. Pela primeira vez na história, a produção total operada no país, incluída a parcela operada pela Petrobras para empresas parceiras, ultrapassou os 3 milhões de barris de óleo equivalente por dia, atingindo 3,01 milhões em agosto. No pré-sal, a produção mensal operada chegou à marca recorde de 859 mil barris por dia no mesmo mês. Esses resultados reforçam a liderança da companhia em tecnologia para águas profundas e ultraprofundas, e as expectativas sobre o elevado potencial de produção do pré-sal. Além disso, este recorde na produção demonstrou a qualidade dos reservatórios, a viabilidade técnica e econômica desses projetos.
Para o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, "ao completar 62 anos, a companhia segue como símbolo da imensa capacidade de realização e de superação dos brasileiros. Essa condição especial não teria sido alcançada sem a dedicação e o empenho dos funcionários ao longo deste período. Estamos passando por um momento de desafios, mas também de grandes aprendizados. Para nós, da diretoria da empresa, é inspirador ver o trabalho cotidiano de todos que fazem parte da Petrobras, com a missão de tornar a empresa cada vez mais sólida e transparente, para seguir em frente de forma sustentável, em um cenário de dificuldades para toda a indústria de petróleo. Com a competência e o engajamento de cada um, não tenho dúvidas de que vamos superar os obstáculos e alcançar nossos objetivos", conclui.
Paralelamente aos esforços pelo aumento da produção, a Petrobras adotou uma série de medidas de compliance (conformidade), especialmente no relacionamento com fornecedores. Todas as empresas fornecedoras, ao atualizarem seus cadastros, precisam fornecer informações detalhadas sobre estrutura, finanças, mecanismos de conformidade e combate à fraude e à corrupção, entre outros itens, sendo avaliadas pelo processo conhecido como Due Diligence de Integridade. O objetivo é aumentar a segurança nas contratações de bens e serviços e mitigar riscos em relação às práticas de fraude e corrupção. Apenas os fornecedores que comprovarem adotar medidas de conformidade e integridade serão mantidos no cadastro da Petrobras e poderão participar de processos licitatórios.
A Petrobras adotou ainda um conjunto de iniciativas para aumentar seus controles internos. Um dos princípios norteadores destas mudanças é a limitação de decisões individuais em todos os níveis da empresa, promovendo decisões colegiadas. Outra medida é a criação de dois novos comitês (Estratégico e Financeiro), em adição aos três que já existiam (Auditoria; Segurança, Meio Ambiente e Saúde; e Remuneração e Sucessão), para assessorar o Conselho de Administração na apreciação de pautas, aprofundando a análise de todos os temas que lhe são submetidos. Todos os projetos elaborados e aprovados dentro da companhia agora também têm de ser submetidos à avaliação de uma matriz que leva em conta os possíveis riscos, inclusive do ponto de vista de controle e transparência.
Tecnologias premiadas
No último ano a Petrobras se destacou pelas soluções tecnológicas que garantiram ganhos de produtividade. Dez inovações tecnológicas do pré-sal foram premiadas em 2015 pelo comitê da Offshore Technology Conference (OTC), o evento mais importante da indústria do petróleo no mundo. Uma delas é a boia de sustentação de riser, equipamento de aço que fica submerso a uma profundidade de 250 metros no oceano interligando dutos instalados nos poços de petróleo aos navios-plataformas, fazendo com que os movimentos das plataformas não sejam transmitidos aos risers. A tecnologia reduz o esforço sobre os dutos, aumentando a vida útil do equipamento. A novidade, usada no campo de Sapinhoá, pré-sal da Bacia de Santos, trouxe ganhos de produção consideráveis.

No último sábado (03/10) a Petrobras completou 62 anos. Fundada em 3 de outubro de 1953, a companhia segue batendo recordes operacionais diários. Pela primeira vez na história, a produção total operada no país, incluída a parcela operada pela Petrobras para empresas parceiras, ultrapassou os 3 milhões de barris de óleo equivalente por dia, atingindo 3,01 milhões em agosto. No pré-sal, a produção mensal operada chegou à marca recorde de 859 mil barris por dia no mesmo mês. Esses resultados reforçam a liderança da companhia em tecnologia para águas profundas e ultraprofundas, e as expectativas sobre o elevado potencial de produção do pré-sal. Além disso, este recorde na produção demonstrou a qualidade dos reservatórios, a viabilidade técnica e econômica desses projetos.

Para o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, "ao completar 62 anos, a companhia segue como símbolo da imensa capacidade de realização e de superação dos brasileiros. Essa condição especial não teria sido alcançada sem a dedicação e o empenho dos funcionários ao longo deste período. Estamos passando por um momento de desafios, mas também de grandes aprendizados. Para nós, da diretoria da empresa, é inspirador ver o trabalho cotidiano de todos que fazem parte da Petrobras, com a missão de tornar a empresa cada vez mais sólida e transparente, para seguir em frente de forma sustentável, em um cenário de dificuldades para toda a indústria de petróleo. Com a competência e o engajamento de cada um, não tenho dúvidas de que vamos superar os obstáculos e alcançar nossos objetivos", conclui.

Paralelamente aos esforços pelo aumento da produção, a Petrobras adotou uma série de medidas de compliance (conformidade), especialmente no relacionamento com fornecedores. Todas as empresas fornecedoras, ao atualizarem seus cadastros, precisam fornecer informações detalhadas sobre estrutura, finanças, mecanismos de conformidade e combate à fraude e à corrupção, entre outros itens, sendo avaliadas pelo processo conhecido como Due Diligence de Integridade. O objetivo é aumentar a segurança nas contratações de bens e serviços e mitigar riscos em relação às práticas de fraude e corrupção. Apenas os fornecedores que comprovarem adotar medidas de conformidade e integridade serão mantidos no cadastro da Petrobras e poderão participar de processos licitatórios.

A Petrobras adotou ainda um conjunto de iniciativas para aumentar seus controles internos. Um dos princípios norteadores destas mudanças é a limitação de decisões individuais em todos os níveis da empresa, promovendo decisões colegiadas. Outra medida é a criação de dois novos comitês (Estratégico e Financeiro), em adição aos três que já existiam (Auditoria; Segurança, Meio Ambiente e Saúde; e Remuneração e Sucessão), para assessorar o Conselho de Administração na apreciação de pautas, aprofundando a análise de todos os temas que lhe são submetidos. Todos os projetos elaborados e aprovados dentro da companhia agora também têm de ser submetidos à avaliação de uma matriz que leva em conta os possíveis riscos, inclusive do ponto de vista de controle e transparência.

Tecnologias premiadas
No último ano a Petrobras se destacou pelas soluções tecnológicas que garantiram ganhos de produtividade. Dez inovações tecnológicas do pré-sal foram premiadas em 2015 pelo comitê da Offshore Technology Conference (OTC), o evento mais importante da indústria do petróleo no mundo. Uma delas é a boia de sustentação de riser, equipamento de aço que fica submerso a uma profundidade de 250 metros no oceano interligando dutos instalados nos poços de petróleo aos navios-plataformas, fazendo com que os movimentos das plataformas não sejam transmitidos aos risers. A tecnologia reduz o esforço sobre os dutos, aumentando a vida útil do equipamento. A novidade, usada no campo de Sapinhoá, pré-sal da Bacia de Santos, trouxe ganhos de produção consideráveis.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar